Pa­ços de Gai­o­lo mar­cou cin­co mas em­pa­tou

A Verdade - - DESPORTO -

Pa­ços de Gai­o­lo, 1 UCR Boim, 1

Após a fol­ga e a jor­na­da de des­can­so, o Pa­ços de Gai­o­lo re­gres­sou à com­pe­ti­ção re­ce­ben­do a for­ma­ção do UCR Boim, com quem em­pa­tou a uma bo­la. A ava­li­ar pe­lo re­sul­ta­do, es­te jo­go te­rá si­do mui­to equilibrado e com­pe­ti­ti­vo, com a vi­tó­ria a fu­gir ao Pa­ços de Gai­o­lo já nos des­con­tos. O téc­ni­co Jorge Ra­ba­ça, con­fir­mou que “o jo­go foi equilibrado, o re­sul­ta­do es­tá cer­to, mas o em­pa­te sa­be a pouco por­que de­pois de es­tar­mos na fren­te, o Boim empata já em tem­po de des­con­tos. Acon­te­ce que, lo­go a se­guir ao go­lo do ad­ver­sá­rio, nós mar­ca­mos um go­lo que, na minha opi­nião, o árbitro er­rou ao mar­car a fal­ta que o in­va­li­dou”. Ape­sar dis­so, Jorge Ra­ba­ça acres­cen­tou que, “de qual­quer for­ma, o re­sul­ta­do es­tá cor­re­to. As du­as equi­pas jo­ga­ram um fu­te­bol semelhante, no mes­mo ní­vel e mui­to equilibrado”.

Pa­ço de Sousa, 5 - Pa­ços de Gai­o­lo, 5

Em Pa­ço de Sousa hou­ve golos pa­ra to­dos os gos­tos, dez no to­tal mas, ape­sar da equi­pa do Pa­ços de Gai­o­lo ter mar­ca­do por cin­co ve­zes, não foi além de um em­pa­te, o que até é po­si­ti­vo pa­ra mais sen­do um pon­to con­quis­ta­do fo­ra de por­tas. Foi, por as­sim di­zer, um dia de fes­ta do fu­te­bol, pe­lo nú­me­ro de go­lo mar­ca­dos, dei­xan­do na­tu­ral­men­te sa­tis­fei­tas to­das as pes­so­as que se des­lo­ca­ram ao cam­po de jo­go do Pa­ço de Sousa e que as­sim de­ram por bem em­pre­gue o pre­ço do bilhete de en­tra­da no re­cin­to. Não con­se­gui­mos ob­ter o co­men­tá­rio ao jo­go por par­te do téc­ni­co do Pa­ços de Gai­o­lo, Jorge Ra­ba­ça, mas ava­li­an­do pe­lo nú­me­ro de golos e re­sul­ta­do, foi na­tu­ral­men­te um jo­go cheio de emo­ções.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.