Ben­tley Con­ti­nen­tal GT

A no­va ge­ra­ção do cou­pé de lu­xo da Ben­tley apre­sen­ta li­nhas mais mo­der­nas e um up­gra­de me­câ­ni­co que o co­lo­ca à al­tu­ra dos me­lho­res des­por­ti­vos, gra­ças ao re­no­va­do W12 de 635 CV. Sem­pre na van­guar­da, aqui mo­ra o pu­ro re­quin­te ador­na­do das mais re­cen­tes tec

Altagama Motor (Portugal) - - Sumário - Car­los Ol­mo

ABen­tley vol­tou a ope­rar a sua ma­gia com um cou­pé de li­nhas mui­to se­du­to­ras e mo­der­ni­za­das. Em­bo­ra a zo­na di­an­tei­ra fa­ça re­cor­dar a ge­ra­ção an­te­ri­or, a ver­da­de é que es­te GT é in­tei­ra­men­te no­vo, des­de o chas­sis até à tec­no­lo­gia apli­ca­da, ele­men­tos que ga­ran­tem o má­xi­mo con­for­to. Mes­mo os mé­to­dos de cons­tru­ção fo­ram re­vis­tos, sem­pre a pen­sar na má­xi­ma qua­li­da­de do pro­du­to fi­nal.

Em gran­de me­di­da, es­ta no­va cri­a­ção ga­nha pe­la co­mo­di- da­de, pe­la qua­li­da­de de ma­te­ri­ais (com se­lo de ori­gem) e pe­la aten­ção em ca­da de­ta­lhe. Exem­plo dis­so são os 712 pos­pon­tos de cos­tu­ra de ca­da uma das sec­ções que dão for­ma aos es­to­fos dos ban­cos: fo­ram mi­li­me­tri­ca­men­te es­tu­da­dos…

Na van­guar­da

O no­vo chas­sis é ela­bo­ra­do em aço e alu­mí­nio, en­quan­to o mo­tor es­tá co­lo­ca­do nu­ma po­si­ção me­nos avan­ça­da pa­ra me­lho­rar a dis­tri­bui­ção de pe­sos por ei­xo, que é ago­ra de 55/45 (F/T), quan­do an­tes era de 58/42. Pa-

ra is­so, a dis­tân­cia en­tre ei­xos foi in­cre­men­ta­da em 105 mm, o que con­tri­bui pa­ra mai­or es­ta­bi­li­da­de a al­ta ve­lo­ci­da­de. Por sua vez, a car­ro­ça­ria é in­tei­ra­men­te de alu­mí­nio, à ex­ce­ção de al­guns ele­men­tos, e 85 kg mais le­ve.

Na zo­na fron­tal cha­ma a aten­ção a no­va gre­lha de ra­di­a­dor, de ta­ma­nho ma­jo­ra­do, as­sim co­mo um no­vo pa­ra-cho­ques com novas en­tra­das de ar. Por sua vez, as óti­cas me­re­cem es­pe­ci­al aten­ção, pois são trans­pa­ren­tes co­mo se de cris­tais es­cul­pi­dos de al­ta qua­li­da­de se tra­tas­sem. Se­gun­do os res­pon­sá­veis da mar­ca, as ares­tas dos fa­róis fo­ram de­se­nha­das pa­ra re­al­çar o efei- to da luz Ma­trix LED, que si­mu­la o re­fle­xo de di­a­man­te. Na par­te tra­sei­ra, as óti­cas elí­ti­cas tam­bém con­tam com tec­no­lo­gia LED e dão cor­po a um no­vo efei­to tri­di­men­si­o­nal.

O in­te­ri­or é uma mis­tu­ra de tra­di­ção e van­guar­da tec­no­ló­gi­ca. É com­pos­to por ma­te­ri­ais no­bres, co­mo pe­les ge­nuí­nas, in­ser­ções em ma­dei­ra pro­ve­ni­en­te de koa (ca­da au­to­mó­vel le­va 10 me­tros qua­dra­dos de ma­dei­ra, cu­ja apli­ca­ção ar­te­sa­nal de­mo­ra qual­quer coi­sa co­mo no­ve ho­ras), as­sim co­mo de­ta­lhes em bron­ze.

Por de­trás do vo­lan­te pas­sa a exis­tir uma no­va ins­tru­men­ta- ção di­gi­tal per­so­na­li­zá­vel, com co­man­dos iné­di­tos e efei­to tri­di­men­si­o­nal, en­quan­to o cen­tro do ta­bli­er re­ce­be um ecrã re­trá­til de 12,3 po­le­ga­das. Os no­vos bo­tões da con­so­la fo­ram de­se­nha­dos a pen­sar tan­to na fun­ci­o­na­li­da­de e co­mo nas sen­sa­ções que trans­mi­tem ao to­que.

De fá­bri­ca es­te ‘Con­ti’ in­clui um sis­te­ma de som de dez co­lu­nas e 650 W, em­bo­ra es­te­ja pre­vis­ta uma se­gun­da op­ção com 16 co­lu­nas e 1.500 W, da au­to­ria da Bang & Oluf­sen, e ain­da uma ter­cei­ra, de 18 co­lu­nas e 2.200 W, con­ce­bi­da pe­la Neim. De su­bli­nhar que os vi­dros re­du­zem o som ex­te­ri­or em 9 de­ci­béis.

Por­ten­to­sa me­câ­ni­ca

Es­te tra­ba­lho de jo­a­lha­ria é ani­ma­do por 6.0 W12 de ga­so­li­na, uma evo­lu­ção do an­te­ri­or blo­co com a mes­ma con­fi­gu­ra­ção, ins­ta­la­da no an­te­ri­or Con­ti­nen­tal GT Spe­ed. Al­gu­mas das al­te­ra­ções in­clu­em uma no­va in­je­ção, que pas­sa a ser mis­ta, po­den­do ser di­re­ta e in­di­re­ta em fun­ção das ne­ces­si­da­des, pa­ra me­lho­res ní­veis de efi­ci­ên­cia. Es­te pro­pul­sor de­sen­vol­ve uma po­tên­cia má­xi­ma de 635 CV e um ge­ne­ro­so bi­ná­rio de 900 N.m, dis­po­ní­vel lo­go às 1.350 rpm. Já a trans­mis­são é no­va, tro­can­do a an­te­ri­or cai­xa de con­ver­sor de bi­ná­rio por uma uni­da­de de du­pla

em­brai­a­gem e oi­to ve­lo­ci­da­des, con­ce­bi­da pe­la ZF. Quem pen­sa que um au­to­mó­vel co­mo es­te é uni­ca­men­te a per­so­ni­fi­ca­ção do con­for­to so­bre ro­das de­ve sa­ber que es­te no­vo GT ace­le­ra de 0 a 100 km/h em ape­nas 3,7 se­gun­dos e al­can­ça 333 km/h de ve­lo­ci­da­de má­xi­ma.

Aten­ta à evo­lu­ção dos tem­pos, e pa­ra mai­or efi­ci­ên­cia de con­su­mo, a Ben­tley in­tro­du­ziu um dis­po­si­ti­vo de des­co­ne­xão de ci­lin­dros, pa­ra fun­ci­o­na­men­to a seis ci­lin­dros quan­do não é exi­gi­do to­do o seu po­ten­ci­al. Na mes­ma li­nha, aci­o­na a tra­ção to­tal ape­nas se con­si­de­rar ne­ces­sá­rio, dan­do, por de­fei­to, pri­o­ri­da­de à tra­ção tra­sei­ra.

Da­do o pe­so do con­jun­to (mais de du­as to­ne­la­das) e as pres­ta­ções que atin­ge, o sis­te­ma de tra­va­gem es­tá a car­go de dis­cos de 420 mm à fren­te de 380 mm atrás.

O con­su­mo mé­dio do Con­ti­nen­tal é de 12,2 l/100 km, um re­gis­to con­si­de­ra­vel­men­te mais bai­xo que o seu an­te­ces­sor – que che­ga­va aos 16 li­tros –, em­bo- ra es­te se­ja pos­si­vel­men­te o da­do de me­nor in­te­res­se pa­ra o po­ten­ci­al com­pra­dor.

Pa­ra ajus­tar o com­por­ta­men­to da me­câ­ni­ca, o con­du­tor tem à dis­po­si­ção qua­tro mo­dos de con­du­ção: Com­fort, Ben­tley (mais di­nâ­mi­co), Cus­tom (com pa­râ­me­tros con­fi­gu­rá­veis) e Sport, ide­al pa­ra con­du­ção des­por­ti­va ide­al e que pos­sui a fun­ção Laun­ch Con­trol, pa­ra ar­ran­ques oti­mi­za­dos. Es­tes mo­dos con­fi­gu­ram a res­pos­ta do mo­tor, da cai­xa, da sus­pen­são e das bar­ras es­ta­bi­li­za­do­ras de con­tro­lo ele­tró­ni­co.

A par da sus­pen­são de ele­men­tos pneu­má­ti­cos por ro­da, os amor­te­ce­do­res são tam­bém ati­vos, ajus­tan­do de for­ma con­tí­nua a du­re­za do amor­te­ci­men­to em fun­ção do es­ta­do da es­tra­da.

Na fa­se de lan­ça­men­to es­ta­rão dis­po­ní­veis dois pa­co­tes tec­no­ló­gi­cos op­ci­o­nais: pa­ra a ci­da­de (aber­tu­ra do por­ta-ba­ga­gens sem mãos, avi­so de pre­sen­ça de peões e sis­te­ma au­xi­li­ar de tra­va­gem, en­tre ou­tros) e pa­ra a es­tra-

da (crui­se con­trol adap­ta­ti­vo com as­sis­tên­cia em en­gar­ra­fa­men­tos, aler­ta de mu­dan­ça de fai­xa, sis­te­ma de vi­são no­tur­na e tra­va­gem de emer­gên­cia au­tó­no­ma).

O pre­ço do no­vo Con­ti­nen­tal GT é de 261.300€ – mar­gi­nal­men­te mais bai­xo que o da atu­al ge­ra­ção com mo­tor equi­va­len­te –, sen­do pre­vi­sí­vel que, nu­ma fa­se pos­te­ri­or, se­ja lan­ça­da tam­bém uma va­ri­an­te ca­bri­o­let (de­no­mi­na­da GTC), as­sim co­mo uma mo­to­ri­za­ção mais ‘ra­ci­o­nal’, um V8.

A tra­sei­ra es­treia óti­cas com uma for­ma elí­ti­ca, mui­to em li­nha com a for­ma dos es­ca­pes

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.