Ja­guar I-PACE Lí­der da re­vo­lu­ção

Altagama Motor (Portugal) - - Fic Ha Técnica -

A par do E-PACE, a Ja­guar vai lan­çar aque­la que po­de­rá ser en­ca­ra­da co­mo a ver­são elé­tri­ca do seu SUV ur­ba­no. Tra­ta­se do I-PACE, um dos pri­mei­ros SUV 100% elé­tri­cos, mas com for­te ca­rá­ter des­por­ti­vo, re­fle­ti­do tan­to na es­té­ti­ca com­pac­ta e di­nâ­mi­ca, co­mo na própria pro­pul­são, ca­paz de de­bi­tar 400 CV. O I-PACE foi con­ce­bi­do de raiz pa­ra ser um veí­cu­lo elé­tri­co, con­tan­do com uma es­tru­tu­ra em alu­mí­nio pa­ra pro­mo­ver uma dis­tri­bui­ção perfeita de pe­so por ei­xo – 50/50 –, a par de um bai­xo cen­tro de gra­vi­da­de. A ela­bo­ra­da sus­pen­são é com­pos­ta por du­plos tri­ân­gu­los no ei­xo di­an­tei­ro e uma ar­qui­te­tu­ra mul­ti­bra­ços na tra­sei­ra, po­den­do re­ce­ber garrafas pneu­má­ti­cas no lu­gar das mo­las he­li­coi­dais (sé­rie), as­sim co­mo amor­te­ce­do­res ati­vos. As su­as li­nhas con­tem­plam um ca­pot cur­to e bai­xo, um te­ja­di­lho ae­ro­di­nâ­mi­co e um vi­dro tra­sei­ro cur­vo, num con­jun­to que evi­den­cia uma fi­lo­so­fia de ‘ha­bi­tá­cu­lo avan­ça­do’. Já a tra­sei­ra os­ten­ta for­mas mais qua­dra­das, be­ne­fi­ci­an­do o co­e­fi- ci­en­te ae­ro­di­nâ­mi­co (Cd), que re­gis­ta um va­lor re­fe­ren­ci­al de 0,29. Por ou­tro la­do, o es­pa­ço ‘li­ber­ta­do’ pe­la fal­ta de uma me­câ­ni­ca con­ven­ci­o­nal veio per­mi­tir co­tas in­te­ri­o­res mui­to in­te­res­san­tes, com uma ha­bi­ta­bi­li­da­de com­pa­rá­vel à de um SUV full si­ze. Is­to é no­tó­rio so­bre­tu­do nos lu­ga­res tra­sei­ros, onde, além de dis­po­ni­bi­li­zar mais es­pa­ço de ar­ru­ma­ção, ofe­re­ce uma ba­ga­gei­ra com uma ca­pa­ci­da­de de 656 li­tros, que po­de che­gar até 1.453 com os bancos re­ba­ti­dos. O de­sign in­te­ri­or é cla­ra­men- te Ja­guar, desde a er­go­no­mia e dis­po­si­ção ge­ral de co­man­dos ao re­quin­te pro­por­ci­o­na­do pe­los ma­te­ri­ais nobres e aca­ba­men­tos cui­da­dos.

Pot ên­cia de ele­trão O I-PACE é mo­vi­do por dois mo­to­res elé­tri­cos, po­si­ci­o­na­dos trans­ver­sal­men­te em ca­da ei­xo pa­ra pro­por­ci­o­nar tra­ção in­te­gral, em con­jun­tos me­câ­ni­cos mui­to com­pac­tos. O ren­di­men­to che­ga aos 400 CV, com 696 N.m de bi­ná­rio, o que per­mi­te pres­ta­ções re­al­men­te des­por­ti­vas, co­mo uma ace­le­ra­ção

A au­sên­cia de me­câ­ni­ca con­ven­ci­o­nal be­ne­fi­cia a ha­bi­ta­bi­li­da­de

de 0 a 100 km/h em so­men­te 4,8 se­gun­dos. Os mo­to­res são ali­men­ta­dos por uma ba­te­ria de lí­tio de 90 kwh, com uma au­to­no­mia anun­ci­a­da de 480 km, um va­lor exem­plar nes­ta fa­se. A re­car­ga da ba­te­ria, de 432 cé­lu­las, po­de ser efe­tu­a­da numa to­ma­da de 7kw, pre­ci­san­do de 10 ho­ras pa­ra atin­gir 80% da ca­pa­ci­da­de to­tal, ou em al­ter­na­ti­va numa Wall Box de 100 kw (CC), que faz o mesmo em ape­nas 40 mi­nu­tos. Pa­ra as­se­gu­rar que o pro­pri­e­tá­rio te­nha sem­pre aces­so ao soft­ware mais re­cen­te de en­tre­te­ni­men­to, te­le­má­ti­ca ou de con­tro­lo da car­ga da ba­te­ria, o I-PACE será o pri­mei­ro Ja­guar a dis­po­ni­bi­li­zar soft­ware re­mo­to SOTA – Soft­ware Over The Air –, que per­mi­te man­ter os di­ver­sos sis­te­mas sem­pre atu­a­li­za­dos. Es­te SUV será o pri­mei­ro Ja­guar a ado­tar o sis­te­ma de en­tre­te­ni­men­to Tou­ch Pro Duo, com­bi­nan­do ecrãs tác­teis, sen­so­res ca­pa­ci­ti­vos e con­tro­los tác­teis fí­si­cos, além do no­vo sis­te­ma de na­ve­ga­ção EV, que mo­ni­to­ri­za o per­cur­so e es­ti­lo de con­du­ção pa­ra cal­cu­lar a au­to­no­mia re­al e su­ge­rir o mo­do de uti­li­za­ção ide­al a ca­da mo­men­to. Pa­ra­le­la­men­te, em­pre­ga uma tec­no­lo­gia de ‘Con­fi­gu­ra­ção In­te­li­gen­te’ e al­go- rit­mos de In­te­li­gên­cia Ar­ti­fi­ci­al pa­ra iden­ti­fi­car as pre­fe­rên­ci­as do con­du­tor e ajus­tar os di­ver­sos pa­râ­me­tros do I-PACE aos de­se­jos des­te, in­cluin­do fun­ci­o­na­li­da­des Ama­zon Ale­xa, a as­sis­ten­te de bor­do per­so­na­li­za­da. O I-PACE já es­tá dis­po­ní­vel no mer­ca­do na­ci­o­nal nas ver­sões S (80.420€), SE (88.550€), e HSE (94.750€), em si­mul­tâ­neo com a ver­são First Edi­ti­on, que te­rá um preço de 105.220€.

pli­a­da com o re­ba­ti­men­to dos bancos tra­sei­ros, che­gan­do aos 1.234 li­tros.

O E-PACE é o pri­mei­ro Ja­guar com mo­to­res de so­men­te qua­tro ci­lin­dros e 2 li­tros tur­bo: as op­ções a ga­so­li­na va­ri­am en­tre P250 e P300, ao pas­so que a ofer­ta Di­e­sel es­ten­de­se ao D150, D180 e D240, com a no­men­cla­tu­ra a in­di­car a res­pe­ti­va po­tên­cia. De sé­rie, a cai­xa de ve­lo­ci­da­des é ma­nu­al (de seis ve­lo­ci­da­des) pa­ra os mo­to­res Di­e­sel de 150 e 180 CV, en­quan­to pa­ra os res­tan­tes é au­to­má­ti­ca de no­ve ve­lo­ci­da­des. Qu­an­to à tra­ção in­te­gral, é do­ta­ção stan­dard em to­dos os ca­sos, à ex­ce­ção do mo­tor a ga­só­leo me­nos po­ten­te, no qual é op­ci­o­nal. Um sis­te­ma que sur­pre­en­de pe­la po­si­ti­va.

Pe­so elevado

O mesmo acontece com a di­nâ­mi­ca do E-PACE. Mui­to có­mo­do na mai­o­ria das con­di­ções, re­ve­la-se ágil, equi­li­bra­do e rá­pi­do em cur­va, al­go que a pri­o­ri não pa­re­cia pos­sí­vel, da­do o seu pe­so que che­ga aos 1.700 kg. Pa­ra tor­nar is­so pos­sí­vel, os téc­ni­cos da mar­ca de Co­ven­try do­ta­ram es­te SUV com­pac­to de sus­pen­são di­an­tei­ra Mcpher­son e tra­sei­ra In­te­gral Link – a mes­ma do F-PACE. Co­mo ex­tra, tem amor­te­ci­men­to pi­lo­ta­do Adap­ti­ve Dy­na­mics, com graus de fir­me­za Nor­mal e Sport. Ape­nas uma di­re­ção pou­co re­a­ti­va lhe re­ti­ra al­gum bri­lho quando com­pa­ra­do com os me­lho­res do seg­men­to nes­ta ma­té­ria, co­mo o Pors­che Ma­can ou o BMW X1. Ten­do em con­ta o sis­te­ma de vec­to­ri­za­ção de bi­ná­rio Ac­ti­ve Dri­ve­li­ne, a tra­ção to­tal e a resposta me­câ­ni­ca, o E-PACE jun­ta ar­gu­men­tos pa­ra so­bres­sair nes­ta clas­se. A ga­ma é am­pla e va­ri­a­da, com di­ver­sos ní­veis de equi­pa­men­to: bá­si­co, S, SE, HSE e R-dy­na­mic. A es­tes jun­tam-se ain­da a edição especial First Edi­ti­on du­ran­te o pri­mei­ro ano de co­mer­ci­a­li­za­ção, co­mo é ha­bi­tu­al na Ja­guar Land Rover. Os pre­ços pa­ra o mer­ca­do português co­me­çam nos 45.380.

A agi­li­da­de é no­tó­ria, ten­do em con­ta o pe­so e a en­ver­ga­du­ra

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.