Tes­la Mo­del S 100D No­va or­dem

Re­ne­ga os com­bus­tí­veis fós­seis, mas ofe­re­ce pres­ta­ções ba­lís­ti­cas. Pro­por­ci­o­na con­for­to com um am­bi­en­te al­ta­men­te hi-te­ch. E jun­ta a is­so uma au­to­no­mia alar­ga­da. Os atri­bu­tos do S 100D vão mui­to além do po­li­ti­ca­men­te cor­re­to…

Altagama Motor (Portugal) - - Ficha Técnica -

Po­si­ci­o­na­da co­mo uma mar­ca de referência no seg­men­to dos au­to­mó­veis elé­tri­cos de luxo, a Tes­la con­vi­da-nos a vi­a­jar até ao futuro. Pres­ta­ções com cunho elé­tri­co e sem­pre com a mai­or au­to­no­mia do mer­ca­do. Nes­te ca­so, o Mo­del S 100D é o rei do ca­tá­lo­go da mar­ca e tem um al­can­ce ho­mo­lo­ga­do de 632 km em ci­clo NEDC. Um va­lor re­cor­de que, no âm­bi­to des­te en­saio, te­mos de re­la­ti­vi­zar, uma vez que é di­fí­cil de con­cre­ti­zar.

No en­tan­to, os dados ofi­ci­ais ser­vem co­mo uma de­mons­tra­ção de quão di­fe­ren­te é es­te Tes­la, com muitas ou­tras pe­cu­li­a­ri­da­des. Qua­se cin­co metros de car­ro­ça­ria, des­por­ti­va e van­guar­dis­ta, pre­pa­ra­da pa­ra rom­per com os mol­des ha­bi­tu­ais dos veí­cu­los elé­tri­cos. Con­se­gue fa­zê-lo também no in­te­ri­or, gra­ças a um de­sign mi­ni­ma­lis­ta des­con­cer­tan­te. Sem ne­ces­si­da­de de bo­tão de ar­ran­que, o veí­cu­lo es­tá pron­to pa­ra ini­ci­ar mar­cha as­sim que se en­gre­na o mo­do de con­du­ção. Não exis­te ala­van­ca pa­ra a cai­xa, ape­nas um se­le­tor atrás do vo­lan­te, do la­do di­rei­to. É fá­cil per­ce­ber a pro­ve­ni­ên­cia des­se co­man­do, as­sim co­mo de ou­tros bo­tões, já que de­ri­vam da Mer­ce­desBenz, gra­ças a um acor­do en­tre a Tes­la e a Daim­ler pa­ra o for­ne­ci­men­to de al­guns com­po­nen­tes.

A ex­pe­ri­ên­cia vi­su­al do Mo­del S é su­per­la­ti­va e o enor­me ecrã tá­til de 17 po­le­ga­das (43 cen­tí­me­tros na di­a­go­nal) é o pro­ta­go­nis­ta. A ins­tru­men­ta­ção também é di­gi­tal, mas não che­ga perto da com­ple­xi­da­de (mais de uso, da­da a quan­ti­da­de de sis­te­mas que ge­re) do nosso sis­te­ma par­ti­cu­lar de ‘te­le­vi­sor’ de bor­do.

Ex­cen­tri­ci­da­des

Vá­ri­os ele­men­tos, por se­rem pou­co usu­ais, chamam a aten­ção. Op­ci­o­nal­men­te, es­tá equi­pa­do com um sis­te­ma de pu­ri­fi­ca­ção de ar com ca­pa­ci­da­de pa­ra fa­zer fa­ce até mesmo a um ata­que ter­ro­ris­ta com ar­mas bi­o­ló­gi­cas… Também não são mui­to co­muns os dois bancos que po­de al­ber­gar

Inclui dois mo­to­res elé­tri­cos, um em ca­da ei­xo, pa­ra uma po­tên­cia con­jun­ta de 422 CV

na zo­na da ba­ga­gei­ra, em sen­ti­do con­trá­rio ao de mar­cha, e ape­nas ap­tos pa­ra cri­an­ças – ao es­ti­lo do Mer­ce­des E Sta­ti­on. Con­tu­do, no dia a dia, es­te Tes­la tra­ta bas­tan­te bem dos seus ocu­pan­tes com uma ha­bi­ta­bi­li­da­de as­si­na­lá­vel. Men­ção especial pa­ra a ca­pa­ci­da­de da du­pla ba­ga­gei­ra, com 750 li­tros atrás e mais 59 li­tros à fren­te. En­tre­tan­to, pa­ra os pas­sa­gei­ros há uma cer­ta de­si­gual­da­de, já que à fren­te os lu­ga­res bons, sen­do ape­nas ade­qua­dos atrás, pois, em­bo­ra a lar­gu­ra se­ja mui­to boa, os as­sen­tos dos bancos são cur­tos e vão mui­to bai­xos.

Exis­tem no mer­ca­do vá­ri­os mo­de­los de pro­pul­são elé­tri­ca – ca­da vez mais –, mas por nor­ma li­mi­tam-se a uma uti­li­za­ção mais ci­ta­di­na. Já os limites do S 100D es­tão mui­to mais alar­ga­dos e tem na per­for­man­ce um ele­men­to mais di­fe­ren­ci­a­dor e ex­clu­si­vo. Por­que vi­a­jar a 180 km/h sem quei­xu­mes – onde se­ja per­mi­ti­do – e sem ou­tro ruí­do além da­que­le ge­ra­do pe­la ae­ro­di­nâ­mi­ca ou pe­lo pró­prio ro­la­men­to é uma das su­as ar­mas.

Mui­to po­ten­te

Mo­vi­do por dois mo­to­res elé­tri­cos, um em ca­da ei­xo – o que lhe atri­bui a qua­li­da­de de tra­ção in­te­gral –, gera uma po­tên­cia com­bi­na­da de 422 CV e um bi­ná­rio má­xi­mo ex­ce­ci­o­nal de 660 N.m. E ape­sar de não al­can­çar os re­gis­tos es­tra­tos­fé­ri­cos do P100D (a va­ri­an­te mais po­ten­te da ga­ma), ace­le­ra de 0 a 100 km/h em ape­nas 4,3 se­gun­dos. É um re­gis­to mui­to bom, se ti­ver­mos

em con­ta as su­as mais de du­as toneladas. Ne­nhum veí­cu­lo com mo­tor tér­mi­co ofe­re­ce uma co­ne­xão tão di­re­ta com o pe­dal do ace­le­ra­dor, de tão ime­di­a­ta que é a sua resposta, in­de­pen­den­te­men­te do rit­mo da vi­a­gem. Há que tes­tá-lo pes­so­al­men­te pa­ra re­al­men­te sen­tir a for­ça ins­tan­tâ­nea li­ber­ta­da pe­las du­as unidades mo­tri­zes: uma ener­gia bem trans­mi­ti­da ao so­lo, sem per­das de tra­ção. Além dis­so, a sus­pen­são pneu­má­ti­ca di­ge­re com efi­cá­cia a sen­sa­ção de os­ci­la­ção da car­ro­ça­ria, e ofe­re­ce um elevado con­for­to. Em con­tra­pon­to, o ta­to, tan­to da di­re­ção co­mo dos tra­vões, es­tá en­tre os seus pi­o­res atri­bu­tos. A pri­mei­ra é mui­to ar­ti­fi­ci­al, e brin­da-nos com pou­co fe­ed­back so­bre o que se pas­sa com o ei­xo di­an­tei­ro, en­quan­to o se­gun­do exige um pe­río­do de ha­bi­tu­a­ção, ha­ven­do uma mo­du­la­ção es­tra­nha do pe­dal. Is­to, se uti­li­zar­mos os tra­vões, já que bas­ta ti­rar o pe­dal do ace­le­ra­dor pa­ra que o S 100D de­sa­ce­le­re bas­tan­te pa­ra re­ge­ne­rar a ba­te­ria, pois con­ta com dois ní­veis de tra­va­gem re­ge­ne­ra­ti­va.

A con­ta, por fa­vor

Ao fa­zer as con­tas, no Tes­la não há ape­nas que con­tar com o elevado preço de ba­se, 112.100€, si­mi­lar ao de uma ber­li­na pre­mium. Também há que pen­sar no cus­to de ca­da car­re­ga­men­to. As­su­min­do um preço do kwh de 0,08€ (em ta­ri­fa bi-ho­rá­ria, mais barata) e o gasto de ener­gia mé­dio de um en­saio, uns 22,5 kwh, ca­da 100 km ao mesmo rit­mo com que uti­li­za­ría­mos um veí­cu­lo con­ven­ci­o­nal fi­ca­ria a 1,8€. Mesmo quando a ele­tri­ci­da­de é mais cara (ca­da kwh a 0,15€), a fa­tu­ra também re­sul­ta pro­vei­to­sa: 3,4€ por ca­da 100 qui­ló­me­tros. Do la­do das van­ta­gens, não há, na­tu­ral­men­te, vi­si­tas à bom­ba de com­bus­tí­vel, além do que pou­pa­mos em re­pa­ra­ções me­câ­ni­cas, já que exis­tem mui­to me­nos pe­ças em jo­go num veí­cu­lo elé­tri­co – e se exis­ti­rem pro­ble­mas será mais por uma ques­tão de soft­ware pon­tu­al, co­mo pu­de­mos cons­ta­tar –, além de ou­tros be­ne­fí­ci­os, co­mo as isen­ções fis­cais pa­ra es­te ti­po de veí­cu­los e aces­so a zo­nas de trá­fe­go res­tri­to...

O preço da au­to­no­mia

A grande au­to­no­mia des­te veí­cu­lo, com um va­lor má­xi­mo re­al su­pe­ri­or aos 400 km (500 se for­mos co­me­di­dos), ape­nas é pos­sí­vel mé­ri­to da sua ba­te­ria de 100 kwh. Numa to­ma­da con­ven­ci­o­nal não a con­se­gui­mos car­re­gar por in­tei­ro num só dia. É que por ca­da ho­ra li­ga­do à to­ma­da ape­nas ga­nha­mos 11 km de au­to­no­mia… É im­pres­cin­dí­vel re­cor­rer às to­ma­das de car­ga rá­pi­da – co­mo as que a Tes­la ape­li­da de car­ga no des­ti­no, em cen­tros

A sus­pen­são pneu­má­ti­ca dis­põe de di­fe­ren­tes al­tu­ras de fun­ci­o­na­men­to

Air­bags di­an­tei­ros, laterais e de cor­ti­na; con­tro­los de es­ta­bi­li­da­de e de tra­ção; as­sis­ten­te de tra­va­gem de emergência au­to­má­ti­ca; sis­te­ma an­ti-co­li­são; aler­ta de veí­cu­los no ân­gu­lo morto; cruise con­trol adap­ta­ti­vo; sus­pen­são pneu­má­ti­ca in­te­li­gen­te; jan­tes de 19 po­le­ga­das; fa­róis com ilu­mi­na­ção LED adap­ta­ti­va; fa­róis de ne­vo­ei­ro em LED; te­ja­di­lho em vi­dro; sen­so­res de es­ta­ci­o­na­men­to di­an­tei­ros e tra­sei­ros; câ­ma­ra tra­sei­ra; pu­xa­do­res das por­tas re­trá­teis; bancos di­an­tei­ros aque­ci­dos com re­gu­la­ção elé­tri­ca; sis­te­ma mul­ti­mé­dia com ecrã tá­til de 17 po­le­ga­das; na­ve­ga­ção Google e atu­a­li­za­ções gra­tui­tas du­ran­te se­te anos; informação do trân­si­to em tem­po re­al; co­nec­ti­vi­da­de com smartpho­nes; rá­dio di­gi­tal e on­li­ne; subs­cri­ção Spo­tify Pre­mium; Wi­fi e aces­so à Internet; con­tro­lo re­mo­to atra­vés de apli­ca­ção; atu­a­li­za­ções de me­lho­ria de au­to­no­mia e aces­so à re­de de su­per­car­re­ga­do­res Tes­la (400 kwh grátis/ano).

Pin­tu­ra me­ta­li­za­da (1.050€); re­ves­ti­men­tos em cou­ro Cre­me Pre­mium (3.500€); pa­co­te de up­gra­des Pre­mium: sis­te­ma de pu­ri­fi­ca­ção do ar HEPA, sis­te­ma de som avan­ça­do e bancos, vo­lan­te e lim­pa pa­ra-bri­sas aque­ci­dos (5.400€); Au­to Pi­lot me­lho­ra­do com qua­tro câ­ma­ras e 12 sen­so­res de ul­tras­sons (5.400€); ter­cei­ra fila pa­ra cri­an­ças (4.300€) e te­ja­di­lho pa­no­râ­mi­co (2.100€).

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.