Do­en­ças a con­si­de­rar

Caes & Companhia - - Treino -

• CEA – Ano­ma­lia do olho do Col­lie. Tra­ta-se de uma do­en­ça que po­de as­su­mir vá­ri­as ver­ten­tes, des­de a hi­po­pla­sia da co­rói­de (for­ma le­ve de CRD) até ao des­co­la­men­to da re­ti­na, que in­va­ri­a­vel­men­te se tra­duz em di­fi­cul­da­des na vi­são ou mes­mo ce­guei­ra. Exis­tem tes­tes ge­né­ti­cos (ADN) que se po­dem fa­zer pa­ra ver se os exem­pla­res são ou não do­en­tes/por­ta­do­res as­sin­to­má­ti­cos. São exe­cu­ta­dos no la­bo­ra­tó­rio OPTIGEN nos EUA. O mé­di­co ve­te­ri­ná­rio, por ob­ser­va­ção, po­de de­ter­mi­nar se um Col­lie tem ou não ano­ma­li­as da vi­são. A mai­o­ria nas­ce afe­ta­do de al­gu­ma for­ma de CEA e con­se­gue ter uma vi­da nor­mal. Ape­nas 15% é isen­to de CEA.

• Dis­pla­sia da An­ca – Mal­for­ma­ção do ace­tá­bu­lo (on­de en­cai­xa a ca­be­ça do fé­mur). Em­bo­ra ra­ra, ain­da per­sis­te em cer­tos exem­pla­res.

• Der­ma­to­mi­o­si­te – Do­en­ça ge­né­ti­ca em que o sis­te­ma imu­ni­tá­rio po­de des­truir o te­ci­do mus­cu­lar, cau­san­do atro­fia mus­cu­lar na fa­ce, mem­bros e zo­na das an­cas, fal­ta de pe­lo no chan­fro/fa­ce e de­pi­la­ção em tor­no dos olhos. Esta do­en­ça, sem ser tra­ta­da, po­de ser fa­tal, cau­san­do fa­lên­cia re­nal ou car­día­ca.

• Na­riz do Col­lie – Re­pre­sen­ta uma sé­rie de le­sões cu­tâ­ne­as a ní­vel do chan­fro, des­de eri­te­ma, fal­ta de pe­lo e cros­tas, sem ha­ver com­pro­me­ti­men­to mus­cu­lar. Não é fa­tal, mas mui­to vul­gar em Col­li­es com fo­ci­nho bran­co, mais sen­sí­veis à luz so­lar. Pa­ra o evi­tar, de­ve­mos usar um pro­te­tor so­lar de fa­tor má­xi­mo e evi­tar a ex­po­si­ção so­lar dos Col­li­es nas ho­ras de mai­or ca­lor, es­pe­ci­al­men­te no verão.

• MDR1 – Ge­ne res­pon­sá­vel pela sen­si­bi­li­da­de a cer­tos me­di­ca­men­tos, no­me­a­da­men­te, iver­mec­ti­nas (an­ti­pa­ra­si­tá­ri­os de lar­go es­pec­tro). Atu­al­men­te há li­nhas isen­tas des­te ge­ne mu­tan­te. Em 2012, em Por­tu­gal, co­me­çou-se a tra­ba­lhar a se­le­ção nes­se sen­ti­do. Po­rém, pa­ra evi­tar des­gos­tos, nun­ca se de­ve uti­li­zar iver­mec­ti­nas ou ou­tros me­di­ca­men­tos sen­sí­veis em Col­li­es não tes­ta­dos. Po­dem ser fa­tais em Col­li­es MDR1 mu­tan­tes.

• Lú­pus – Do­en­ça au­to-imu­ne em que o sis­te­ma imu­ni­tá­rio do ani­mal des­trói par­te das cé­lu­las da pe­le e ou­tros ór­gãos. Não sen­do tra­ta­da, po­de ser fa­tal.

• Ato­pia – Aler­gia am­bi­en­tal. Do­en­ça ge­né­ti­ca in­cu­rá­vel, em que os exem­pla­res, após a pu­ber­da­de, de­sen­vol­vem pru­ri­do (co­mi­chão), prin­ci­pal­men­te a ní­vel das pa­tas e fo­ci­nho em re­sul­ta­do de re­a­ção ad­ver­sa a ali­men­tos, áca­ros ou pó­le­nes. Cos­tu­ma ter ca­rá­ter sa­zo­nal. Con­tro­la-se com me­di­ca­ção. A mai­o­ria das li­nhas em Por­tu­gal não tem ato­pia na fa­mí­lia.

• Mi­e­lo­pa­tia De­ge­ne­ra­ti­va – Do­en­ça ge­né­ti­ca au­toi­mu­ne em que o sis­te­ma imu­ni­tá­rio vai des­truin­do pro­gres­si­va­men­te a es­pi­nal me­du­la de for­ma as­cen­den­te, fi­can­do o Col­lie pa­ra­li­sa­do pro­gres­si­va­men­te dos pos­te­ri­o­res e mais tar­de pa­ra­plé­gi­co. Não há dor, mas tam­bém não tem tra­ta­men­to. Cal­cu­la-se que 30% dos Col­li­es pa­de­cem des­ta do­en­ça, que se po­de ma­ni­fes­tar a par­tir dos 7 anos. Há tes­te ge­né­ti­co de des­pis­te.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.