Ter um lo­bo!

Caes & Companhia - - RACA -

Quem tem in­te­res­se em usu­fruir da com­pa­nhia de um Cão Lo­bo Che­cos­lo­va­co de­ve con­si­de­rar que:

•Vai le­var con­si­go um cão mui­to ati­vo e cu­ri­o­so que ne­ces­si­ta de so­ci­a­bi­li­za­ção e trei­no pre­co­ce; •Co­mo cão de ma­ti­lha que é não se­rá fe­liz fi­can­do so­zi­nho du­ran­te a mai­or par­te do dia. É pro­vá­vel que nem se­quer to­le­re es­sa si­tu­a­ção. De­ve ga­ran­tir a com­pa­nhia de ou­tra pes­soa ou de um ou­tro cão du­ran­te a sua au­sên­cia pro­lon­ga­da; •Des­pen­da tem­po a des­co­di­fi­car a for­ma co­mo eles co­mu­ni­cam. Leia o má­xi­mo pos­sí­vel e pro­cu­re in­for­ma­ção jun­to de cri­a­do­res e pro­pri­e­tá­ri­os; •De­ve ser as­ser­ti­vo e co­e­ren­te no seu re­la­ci­o­na­men­to com o cão des­de o iní­cio; •De­ve dis­por de tem­po e ener­gia pa­ra o km ex­tra que um cão des­te por­te e ener­gia gos­ta de per­cor­rer no seu pas­seio diá­rio; •Ca­so te­nha es­pa­ço ex­te­ri­or, é acon­se­lhá­vel in­ves­tir nu­ma ve­da­ção com mais de 2 m de al­tu­ra, ro­bus­ta e com o mí­ni­mo de pon­tos de apoio ho­ri­zon­tais. Ca­so con­trá­rio, um dia irá sal­tar ou tre­par pa­ra se­guir o do­no.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.