Diario de Noticias - DN + Dinheiro Vivo

Pro­vo­car e ins­pi­rar os pro­fis­si­o­nais da con­ta­bi­li­da­de

- Portugal · Mary J. Blige · Microsoft · Summit · Tecnologia · Daniel Bessa

Ci­mei­ra pa­tro­ci­na­da pe­la Pri­ma­ve­ra BSS te­rá iní­cio na se­gun­da-fei­ra. Se­rão 75 mi­nu­tos diá­ri­os, du­ran­te cin­co di­as, com a par­ti­ci­pa­ção de 20 ora­do­res.

Pro­vo­car, in­co­mo­dar e ins­pi­rar os pro­fis­si­o­nais das áre­as da con­ta­bi­li­da­de e fi­nan­ças é o que le­va a Pri­ma­ve­ra BSS a avan­çar com a or­ga­ni­za­ção da pri­mei­ra gran­de conferênci­a so­bre o se­tor em Por­tu­gal. Tra­ta-se do Ac­coun­ting Sum­mit,

even­to que tem co­mo prin­ci­pal spon­sor es­ta em­pre­sa - mas que não é uma conferênci­a ex­clu­si­va da mar­ca por­tu­gue­sa de soft­ware – e que ar­ran­ca já na pró­xi­ma se­gun­da-fei­ra, dia 19. Se­gun­do es­cla­re­ce Jo­sé Di­o­ní­sio, co-CEO, a com­pa­nhia pa­tro­ci­na es­te pri­mei­ro even­to, mas “que­re­mos que, no pró­xi­mo ano, o even­to se des­co­le des­ta mar­ca e que te­nha au­to­no­mia e vi­da pró­pria, por­que o se­tor me­re­ce que es­te­jam aqui re­pre­sen­ta­das ou­tras gran­des em­pre­sas», re­fe­re.

É pe­las 9:30 da ma­nhã, ex­clu­si­va­men­te on­li­ne - ins­cri­ções gra­tui­tas no si­te https://ac­coun­ting­sum­mit.pt/ - que se ini­cia es­ta vi­a­gem que du­ra­rá de se­gun­da a sex­ta-fei­ra. Se­rão 75 mi­nu­tos diá­ri­os in­tei­ra­men­te de­di­ca­dos à dis­cus­são dos gran­des te­mas da pro­fis­são de con­ta­bi­lis­ta, pois, co­mo de­fen­de Jo­sé Di­o­ní­sio, “en­ten­de­mos que não tem ha­vi­do uma re­fle­xão pro­fun­da so­bre es­ta ma­té­ria, co­mo exis­te em ou­tros paí­ses”. Re­fe­re ain­da que exis­tem em Por­tu­gal cer­ca de 1,3 mi­lhões de em­pre­sas ser­vi­das por con­ta­bi­lis­tas e que es­te é, mui­to pro­va­vel­men­te, um dos mai­o­res mer­ca­dos à dis­po­si­ção de um se­tor pro­fis­si­o­nal, sen­do, por is­so, tão im­por­tan­te dis­cu­tir es­ta pro­fis­são.

A agen­da da Ac­coun­ting Sum­mit

foi mi­nu­ci­o­sa­men­te pla­ne­a­da, acon­te­ce en­tre as 9:30 e as 10:45, sen­do uma es­pé­cie de «pe­que­no-al­mo­ço re­fres­can­te» en­vol­ven­do um to­tal de 20 con­cei­tu­a­dos ora­do­res. Ca­da dia de tra­ba­lho te­rá iní­cio com um ora­dor prin­ci­pal, que fa­la­rá do te­ma pro­pos­to, se­guin­do-se um de­ba­te com três ou­tros es­pe­ci­a­lis­tas, mo­de­ra­dos por Ca­mi­lo Lou­ren­ço, que en­cer­ra­rá com as prin­ci­pais con­clu­sões. No fi­nal de ca­da de­ba­te, às 10:35, e an­tes das con­clu­sões fi­nais, ha­ve­rá um mo­men­to de des­con­tra­ção com o hu­mo­ris­ta Nil­ton.

Se­gun­do Jo­sé Di­o­ní­sio es­te even­to é uma es­pé­cie de mi­ni-MBA, com cin­co gran­des te­mas. No pri­mei­ro dia dis­cu­te-se o Es­ta­do da Na­ção, de­pois os te­mas se­guin­tes an­dam em tor­no do Mar­ke­ting, da Tec­no­lo­gia, do Fi­nan­cei­ro, e dos Re­cur­sos Hu­ma­nos. “A mis­são dos ora­do­res é pro­vo­car, é in­co­mo­dar, é ins­pi­rar. As pes­so­as têm de che­gar ao fim com du­as sen­sa­ções: ou sos­se­ga­das, por­que es­tão a se­guir a ten­dên­cia do mer­ca­do, ou ner­vo­sas por­que não es­tão em li­nha com al­gu­mas das ques­tões de­ba­ti­das. Es­tas são as du­as sen­sa­ções que con­si­de­ra­mos úteis”.

Os cin­co ora­do­res prin­ci­pais se­rão Jo­sé Di­o­ní­sio, lo­go na se­gun­da-fei­ra, que fa­la­rá so­bre o Es­ta­do da Na­ção, se­guin­do-se, na ter­ça-fei­ra, Ro­ber­to Di­as Du­ar­te, con­sul­tor in­ter­na­ci­o­nal, que de­ba­te­rá o te­ma «Co­mo Con­quis­tar e Re­ter Cli­en­tes». Na quar­ta-fei­ra te­re­mos Pau­la Pa­nar­ra, di­re­to­ra -ge­ral da Mi­cro­soft pa­ra fa­lar so­bre «Tec­no­lo­gia co­mo Ala­van­ca de Cres­ci­men­to», na quin­ta-fei­ra Da­ni­el Bessa dis­cu­ti­rá o te­ma «O Fu­tu­ro da Fis­ca­li­da­de e dos Ser­vi­ços Fi­nan­cei­ros», e no úl­ti­mo dia, sex­ta-fei­ra, 23, o es­cri­tor e Pro­fes­sor

de Fi­si­o­lo­gia, Jo­sé So­a­res, fa­la­rá so­bre a «Cri­a­ção de Va­lor nos Re­cur­sos Hu­ma­nos».

«A ideia ini­ci­al não era fa­zer o even­to on­li­ne, mas, de fac­to, as­sim até per­mi­te que ha­ja par­ti­ci­pan­tes de to­do o país e, in­clu­si­ve, de fo­ra de Por­tu­gal. Es­ta­mos, por exem­plo, com mais de 500 par­ti­ci­pan­tes an­go­la­nos, nú­me­ro que de­ve­rá cres­cer até à da­ta do even­to. Es­pe­ra­mos ul­tra­pas­sar lar­ga­men­te os cin­co mil ins­cri­tos», fi­na­li­za Jo­sé Di­o­ní­sio.

De­pen­den­do das con­clu­sões da­qui re­ti­ra­das, a or­ga­ni­za­ção de­ci­di­rá que ru­mo dar ao se­gun­do even­to, se se­rá nes­tes mol­des, se se­rá mai­or ou se se vai man­ter no for­ma­to di­gi­tal. Jo­sé Di­o­ní­sio acre­di­ta que con­ti­nu­a­rá a ser emi­ti­do on­li­ne.

“Há ne­ces­si­da­des acres­ci­das de pres­ta­ção de ser­vi­ços de acon­se­lha­men­to na área fi­nan­cei­ra”. —DA­NI­EL BESSA Eco­no­mis­ta e Pro­fes­sor

“A for­ma co­mo as pes­so­as es­tão a tra­ba­lhar atu­al­men­te é dis­fun­ci­o­nal”. —JO­SÉ SO­A­RES Pro­fes­sor e Es­cri­tor

O Pro­gra­ma se­ma­nal da res­pon­sa­bi­li­da­de do Di­nhei­ro Vi­vo e da TSF, Brands 4 Li­fe é um es­pa­ço de ter­tú­lia so­bre co­mu­ni­ca­ção em tem­pos de cri­se, co­mo aque­la que es­ta­mos a atra­ves­sar fru­to da pan­de­mia de co­vid-19. Um es­pa­ço pri­vi­le­gi­a­do pa­ra a tro­ca de ex­pe­ri­ên­ci­as e de idei­as so­bre a vi­da das mar­cas e co­mo elas es­tão pre­sen­tes di­a­ri­a­men­te nas nos­sas vi­das. Ten­do co­mo fo­co os tem­pos que vi­ve­mos, um de­sa­fio diá­rio e cons­tan­te, e os es­for­ços das mar­cas pa­ra con­se­gui­rem man­ter vi­vo o elo de li­ga­ção com os seus con­su­mi­do­res e pú­bli­co. Aber­to a to­dos os ou­vin­tes, Brands 4 Li­fe es­tá no ar à quin­ta-fei­ra, na An­te­na da TSF, nos si­tes di­nhei­ro­vi­vo.pt e TSF.pt, e tam­bém em pod­cast. Pa­ra não per­der pi­ta­da des­tas con­ver­sas, já sa­be, bas­ta subs­cre­ver.

 ?? OTO: DI­REI­TOS RE­SER­VA­DOS ?? Jo­sé Di­o­ní­sio, co-CEO da Pri­ma­ve­ra BSS acre­di­ta que o even­to vai man­ter-se on­li­ne.F
OTO: DI­REI­TOS RE­SER­VA­DOS Jo­sé Di­o­ní­sio, co-CEO da Pri­ma­ve­ra BSS acre­di­ta que o even­to vai man­ter-se on­li­ne.F
 ??  ??
 ??  ??
 ??  ??
 ??  ??

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal