“Vá­ri­os mor­tos” em no­vo mas­sa­cre nu­ma es­co­la dos EUA

Sus­pei­to é um ex-alu­no que abriu fo­go em es­co­la na Flo­ri­da. Au­to­ri­da­des fa­lam em ce­ná­rio de pe­sa­de­lo

Edição Público Lisboa - - FRONT PAGE - Es­ta­dos Uni­dos Vic­tor Fer­rei­ra vo­fer­rei­ra@pu­bli­co.pt

O pe­sa­de­lo re­pe­te-se nos EUA. Um ati­ra­dor dis­pa­rou on­tem vá­ri­os ti­ros nu­ma es­co­la se­cun­dá­ria de Par­kland, ci­da­de a 72 qui­ló­me­tros a nor­te de Mi­a­mi e de­pois fu­giu. Foi de­ti­do cer­ca de uma ho­ra mais tar­de. “É uma ca­tás­tro­fe. Não há pa­la­vras”, dis­se o xe­ri­fe do con­da­do de Broward, Scott Is­ra­el. O di­rec­tor do agru­pa­men­to, Ro­bert Run­cie, a que per­ten­ce a es­co­la se­cun­dá­ria que foi pal­co des­te ata­que, fa­la em “nu­me­ro­sos mor­tos”. Um se­na­dor da Flo­ri­da, Bill Nel­son, dis­se à Fox News que “há mui­tos mor­tos”. À ho­ra de fe­cho des­ta edi­ção, a CNN avan­ça­va com pelo me­nos 16 mor­tos, ci­tan­do fon­tes po­li­ci­ais.

A po­lí­cia con­fir­mou ape­nas que 14 pes­so­as fo­ram trans­por­ta­das pa­ra o hos­pi­tal com fe­ri­men­tos. A es­co­la em cau­sa é a se­cun­dá­ria Mar­jory Sto­ne­man Dou­glas, com uma po­pu­la­ção es­tu­dan­til de pou­co mais de 3100 alu­nos. Al­guns jor­nais di­zem que o ati­ra­dor, cu­ja de­ten­ção foi fil­ma­da por um re­pór­ter da es­ta­ção WSVN (um ca­nal de TV da Flo­ri­da), era um ex-alu­no des­te es­ta­be­le­ci­men­to, ci­tan­do fon­te policial. Foi iden­ti­fi­ca­do co­mo sen­do Ni­co­las de Je­sus Cruz, de 19 anos. Um pro­fes­sor de ma­te­má­ti­ca, Jim Gard, de­cla­rou ao jor­nal Mi­a­mi He­rald que Cruz “já ti­nha si­do iden­ti­fi­ca­do co­mo uma po­ten­ci­al ame­a­ça pa­ra os co­le­gas es­tu­dan­tes no pas­sa­do”.

“No ano pas­sa­do foi-nos di­to que ele es­ta­va proi­bi­do de en­trar na es­co­la com uma mo­chi­la”, dis­se o mes­mo do­cen­te. “Hou­ve pro­ble­mas com ele no ano pas­sa­do e acho que ele foi ex­pul­so”. Um ou­tro es­tu­dan­te en­tre­vis­ta­do pelo ca­nal WSVN dis­se, por seu la­do, que o sus­pei­to te­ria ar­mas em ca­sa.

O ví­deo da de­ten­ção de Cruz foi pu­bli­ca­do no Twit­ter. O xe­ri­fe de Broward não con­fir­mou que o ale­ga­do ati­ra­dor se­ja um ex-alu­no. Li­mi­tou-se a de­cla­rar que “não é ac­tu­al­men­te alu­no” da­que­le es­ta­be­le­ci­men­to. O sus­pei­to foi de­pois re­ti­ra­do do local nu­ma am­bu­lân­cia e trans­por­ta­do pa­ra um hos­pi­tal. Não há até ago­ra in­for­ma­ção que le­ve a po­lí­cia a ad­mi­tir que ha­ja mais ata­can­tes en­vol­vi­dos.

Tu­do acon­te­ceu por vol­ta das 15h lo­cais (20h em Portugal con­ti­nen­tal), se­gun­do o mes­mo ca­nal re­gi­o­nal da Flo­ri­da, al­tu­ra em que as au­las es­ta­vam a ter­mi­nar. “To­dos os di­as quan­do nos le­van­ta­mos da ca­ma re­za­mos pa­ra que não te­nha­mos de ver um dia as­sim. Hoje é es­se dia. Es­tá pe­ran­te os nos­sos olhos. Pe­ço à co­mu­ni­da­de que re­ze e que apoie to­dos os es­tu­dan­tes e as su­as fa­mí­li­as”, de­cla­rou Ro­bert Run­cie ao ca­nal WSVN. O Mi­a­mi He­rald ci­tou um re­pór­ter da CBS-WFOR que no­ti­ci­ou se­te mor­tes, ba­se­a­do em in­for­ma­ções de “for­ças de se­gu­ran­ça”.

De acor­do com o ca­nal CBS, uma fon­te dos bom­bei­ros lo­cais de­cla­rou que ha­ve­rá en­tre 20 a 50 pes­so­as fe­ri­das, sem es­pe­ci­fi­car a gra­vi­da­de dos fe­ri­men­tos. O FBI tam­bém foi mo­bi­li­za­do pa­ra o local. Equi­pas de in­ter­ven­ção, for­te­men­te ar­ma­das, en­tra­ram em ac­ção de­pois de Cruz ter si­do de­ti­do.

Al­guns mi­nu­tos de­pois, o pró­prio Pre­si­den­te Trump fez uma de­cla­ra­ção so­bre o su­ce­di­do, atra­vés do Twit­ter. Além de apre­sen­tar con­do­lên­ci­as, acres­cen­tou que “ne­nhu­ma cri­an­ça, pro­fes­sor ou se­ja quem for de­ve­ria sen­tir-se in­se­gu­ro nu­ma es­co­la ame­ri­ca­na”.

Eli­za­beth Esty, do Par­ti­do De­mo­cra­ta e elei­ta pelo Con­nec­ti­cut pa­ra a Câ­ma­ra dos Re­pre­sen­tan­tes, la­men­ta mais es­ta “ex­cep­ção”. “Pen­sa­mos na Amé­ri­ca co­mo um país ex­cep­ci­o­nal. E so­mos — so­mos a ex­cep­ção à re­gra que diz que não há ti­ro­tei­os em es­co­las, igre­jas, con­cer­tos e ou­tros lo­cais pú­bli­cos, nu­ma ba­se re­gu­lar que é alar­man­te”, co­men­tou, atra­vés do Twit­ter.

Es­te é o 18.º in­ci­den­te com ar­mas de fo­go em es­co­las ou lo­cais pró­xi­mos de es­ta­be­le­ci­men­tos de en­si­no nos Es­ta­dos Uni­dos des­de o iní­cio do ano, se­gun­do da­dos da or­ga­ni­za­ção Every­town for Gun Sa­fety. A mes­ma en­ti­da­de con­ta­bi­li­za 291 ata­ques com ar­mas de fo­go em es­co­las nos EUA des­de 2013, uma mé­dia de um ata­que por se­ma­na, sa­li­en­ta a BBC, ci­tan­do os mes­mos da­dos.

REUTERS

À ho­ra do fe­cho des­ta edi­ção, a CNN avan­ça­va com 16 mor­tos

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.