Iní­cio da pa­ra­li­sa­ção se­rá re­mar­ca­do pa­ra o pró­xi­mo dia 29 de Ou­tu­bro

Edição Público Lisboa - - SOCIEDADE -

Os sin­di­ca­tos dos professores de­ci­di­ram sus­pen­der a greve às ac­ti­vi­da­des não lec­ti­vas que iria ar­ran­car ama­nhã e re­mar­ca­ram-na pa­ra o dia 29, pro­lon­gan­do-a ago­ra até ao fi­nal do ano lec­ti­vo, in­for­mou o se­cre­tá­rio-ge­ral da Fe­de­ra­ção Na­ci­o­nal de Professores (Fen­prof).

A de­ci­são sur­ge de­pois de o Mi­nis­té­rio da Edu­ca­ção ter en­vi­a­do uma no­ta na sex­ta-fei­ra em que clas­si­fi­ca a pa­ra­li­sa­ção co­mo ilí­ci­ta e se avi­sa os professores de que lhes se­rão mar­ca­das fal­tas in­jus­ti­fi­ca­das, ca­so adi­ram à greve.

Os sin­di­ca­tos afir­mam ter sus­pen­di­do a greve por não ser as­su­mi­da a au­to­ria da no­ta do Mi­nis­té­rio da Edu­ca­ção. Di­zem que de­vi­do a es­te ano­ni­ma­to, as ac­ções ju­di­ci­ais con­tra “even­tu­ais ac­tos ile­gais” “te­ri­am de ser in­ter­pos­tos con­tra os di­rec­to­res das es­co­las e agru­pa­men­tos, so­bre quem, co­bar­de­men­te, o Mi­nis­té­rio da Edu­ca­ção co­lo­ca a res­pon­sa­bi­li­da­de de agir”, afir­mou o se­cre­tá­rio-ge­ral da Fen­prof, Mário No­guei­ra, nu­ma con­fe­rên­cia de im­pren­sa em Coim­bra.

Se­gun­do No­guei­ra, ama­nhã vão ser en­tre­gues no­vos pré-avi­sos de greve, “que obe­de­ce­rão a to­dos os re­qui­si­tos es­ta­be­le­ci­dos” pe­la equi­pa mi­nis­te­ri­al. En­tre ou­tras “fa­lhas”, o ME con­si­de­ra que os sin­di­ca­tos não res­pei­ta­ram os dez di­as de an­te­ce­dên­cia exi­gi­dos pa­ra o anún­cio de pa­ra­li­sa­ções que afec­tam sec­to­res que se des­ti­nam “à sa­tis­fa­ção de ne­ces­si­da­des so­ci­ais im­pre­te­rí­veis”. A Edu­ca­ção es­tá in­cluí­da nes­tes sec­to­res.

Lu­sa

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.