Fer­nan­do Santos des­mon­ta “ami­gá­vel” com a Escócia

Se­lec­ci­o­na­dor na­ci­o­nal dis­pen­sou Pepe e Bernardo Sil­va e não te­rá Rui Pa­trí­cio na ba­li­za fren­te a um ad­ver­sá­rio in­ten­so, ide­al pa­ra tes­tar a ca­pa­ci­da­de de re­ac­ção de Por­tu­gal a um fu­te­bol mais fí­si­co

Edição Público Lisboa - - DESPORTO - Fu­te­bol Au­gus­to Ber­nar­di­no

Com um tra­jec­to ir­re­pre­en­sí­vel na Li­ga das Na­ções, Por­tu­gal tes­ta no jo­go par­ti­cu­lar des­ta tar­de com a Escócia novas so­lu­ções pa­ra o fu­tu­ro, com o se­lec­ci­o­na­dor na­ci­o­nal, Fer­nan­do Santos, in­te­res­sa­do em ava­li­ar a ca­pa­ci­da­de de res­pos­ta pe­ran­te um mo­de­lo es­pe­ci­al­men­te atlé­ti­co — “de corridas de 70 me­tros” —, pre­co­ni­za­do por in­tér­pre­tes bri­tâ­ni­cos ha­bi­tu­a­dos a dis­cu­tir ca­da lan­ce até ao li­mi­te.

De­pois da im­por­tan­te vi­tó­ria em Chor­zów, na Po­ló­nia, que dei­xa Por­tu­gal a um pe­que­no pas­so da fi­nal four da Li­ga das Na­ções, os campeões eu­ro­peus apre­sen­tam-se em Hamp­den Park, em Glas­gow (17h), sem Pepe nem Bernardo Sil­va (dispensados) e com uma va­ga na ba­li­za, aber­ta pe­los pro­ble­mas fí­si­cos não es­pe­ci­fi­ca­dos de Rui Pa­trí­cio.

Ape­sar das “bai­xas” e do cli­ma en­con­tra­do nas “ter­ras al­tas”, Fer­nan­do Santos pro­me­te uma abor­da­gem idên­ti­ca à de um jo­go ofi­ci­al, ga­ran­tin­do não acre­di­tar em “jo­gos ami­gá­veis”. “Há uns que va­lem pon­tos e ou­tros que não va­lem pon­tos”, de­fi­ne, an­te­ci­pan­do “um jo­go for­te” fa­ce a um “ad­ver­sá­rio em re­no­va­ção”.

O se­lec­ci­o­na­dor alerta ain­da pa­ra as ca­rac­te­rís­ti­cas mui­to es­pe­cí­fi­cas do fu­te­bol es­co­cês, des­cre­ven­do uma equi­pa “que jo­ga em 3-4-3 ou 3-5-2, mui­to rápida”, ca­paz de “par­tir com fa­ci­li­da­de da de­fe­sa pa­ra o ata­que”. “É o ti­po de di­fi­cul­da­des com que nor­mal­men­te não so­mos con­fron­ta­dos. Se en­trar­mos num jo­go de corridas de 70 me­tros, va­mos ter di­fi­cul­da­des”, avi­sa, ca­rac­te­ri­zan­do a men­ta­li­da­de es­co­ce­sa.

“É um ad­ver­sá­rio de gran­de en­tre­ga, com jo­ga­do­res que não dão as bo­las por perdidas. Sa­be­mos do grau de com­pe­ti­ti­vi­da­de na Escócia e se­rá sem­pre di­fí­cil, com um am­bi­en­te de apoio à equi­pa.”

Ain­da as­sim, Por­tu­gal tem nes­te com­pro­mis­so uma opor­tu­ni­da­de pa­ra ro­dar e tes­tar al­guns jo­ga­do­res me­nos vis­tos em con­tex­to de se­lec­ção. “Po­de­mos uti­li­zar seis subs­ti­tui­ções, se hou­ver opor­tu­ni­da­de jo-

MARK RUNNACLES/EPA

Fer­nan­do Santos su­bli­nha que Por­tu­gal vai en­con­trar ho­je di­fi­cul­da­des di­fe­ren­tes do ha­bi­tu­al

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.