SOTAVENTO IS GROW­ING, BUT ...

GOLFE - - WILD CARD - www.face­book.com/golfe­press

Sotavento (East) of the Al­garve is con­sol­i­dat­ing it­self as a golf des­ti­na­tion, but it is nec­es­sary to cre­ate the con­di­tions in the re­gion, so that golfers can stay longer. Sotavento, which bor­ders Spain, has six golf courses and recorded 156,000 rounds in 2016. Last year it was bet­ter, reg­is­ter­ing 12 per­cent of the rounds in the Al­garve, which had 1.3 mil­lion rounds in 2017. Cas­tro Marim saw an in­crease of 14 per­cent, the high­est of the year in this zone, com­pared to 2016. The “cen­ter” of golf in the Al­garve is the mu­nic­i­pal­ity of Loulé, with 14 lux­ury courses (2 with 27 holes) and where all the in­gre­di­ents are gath­ered for a greater af­flu­ence of for­eign golfers - near the air­port, many 4 and 5 star ho­tels open all year round, many restau­rants, a casino and lots of entertainment even in win­ter. In Sotavento there are no 5 star ho­tels (one ex­cep­tion) and those that are open in the win­ter are not golf ori­ented. There is no an­i­ma­tion and only a few restau­rants. There­fore, for­eign golfers come one year and do not re­turn. In Sotavento the main ho­tels are in Tavira, Al­tura and Monte Gordo. Quinta da Ria is the only course with an in­te­grated ho­tel. Cas­tro Marim of­fers a set of lux­ury vil­las for golfers, at af­ford­able prices and al­ways has high oc­cu­pancy, and has al­ready planned the con­struc­tion of a ho­tel next to the golf club. In­ter­est­ingly, Sotavento is also grow­ing as an ideal des­ti­na­tion in win­ter for other sport­ing events, such as cy­cling (young, male and fe­male teams) and ath­let­ics ( marathon, etc.). Par­tic­i­pants in these events are well suited to the 3 and 4 star ho­tels, which reach record oc­cu­pancy in win­ter. This in ad­di­tion to se­nior tourism, from sev­eral coun­tries..

OSo­tavento (Este) do Al­garve está a con­sol­i­dar-se como des­tino golfe, mas falta criar as condições na região, para que os golfis­tas se fixem mais tempo. O Sotavento, que faz fron­teira com a Es­panha, tem seis cam­pos de golfe e reg­is­tou 156 mil voltas em 2016. No ano pas­sado foi mel­hor, reg­i­s­tando 12 por cento das voltas no Al­garve, que teve 1,3 mil­hões de voltas em 2017. Cas­tro Marim reg­is­tou uma subida de 14 por cento, a maior do ano nesta zona, com­par­a­ti­va­mente a 2016. O “cen­tro” do golfe no Al­garve é o con­celho de Loulé, com 14 cam­pos de luxo (2 de 27 bu­ra­cos) e onde es­tão re­unidos to­dos os in­gre­di­entes para uma maior afluên­cia de golfis­tas es­trangeiros – perto do aero­porto, muitos hotéis de 4 e 5 es­tre­las aber­tos todo o ano, muitos restau­rantes, casino e muita an­i­mação, mesmo no in­verno. No Sotavento não há hotéis de 5 es­tre­las (uma ex­ceção) e os que es­tão aber­tos no período de in­verno não es­tão vo­ca­ciona­dos para o golfe. Não há an­i­mação e os restau­rantes são poucos. Por isso, os golfis­tas es­trangeiros vêm um ano e não re­gres­sam. No Sotavento os prin­ci­pais hotéis en­con­tram-se em Tavira, Al­tura e Monte Gordo. A Quinta da Ria é o único campo com um ho­tel in­te­grado. Cas­tro Marim ofer­ece um con­junto de viven­das de luxo para os golfis­tas, a preços acessíveis e sem­pre com grande ocu­pação e tem já pre­vista a con­strução de um ho­tel junto ao clube de golfe. Cu­riosa­mente, o Sotavento está tam­bém a crescer como des­tino ideal, no in­verno, para es­tá­gios de out­ras modal­i­dades de­sporti­vas, como o ci­clismo (equipas jovens, mas­culi­nas e fem­i­ni­nas) e atletismo de fundo (mara­tona, mar­cha, etc). E es­tas são um ex­ce­lente con­trib­uto para al­guns hotéis de 3 e 4 es­tre­las, que chegam a ocu­pação recorde no in­verno. Isto além do turismo Sénior, de vários países.

Valde­mar Afonso Golf Re­porter

Newspapers in English

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.