Fra­se da se­ma­na

“Is­to foi chato, mas o cri­me faz par­te do dia-a-dia.” Bru­no de Car­va­lho, pre­si­den­te do Spor­ting

Jornal de Negócios - - SEMANA SEMANA -

ALÉM DE CHATO, DI­GA­MOS, É INDECENTE

“Is­to foi chato, mas o cri­me faz par­te do dia-a-dia.” Foi as­sim que Bru­no de Car­va­lho co­men­tou o ata­que bár­ba­ro aos jo­ga­do­res de fu­te­bol do Spor­ting, pra­ti­ca­do na aca­de­mia de Al­co­che­te, uma ins­ta­la­ção do clu­be. O di­ci­o­ná­rio in­di­ca co­mo si­nó­ni­mos de chato pa­la­vras co­mo abor­re­ci­do, de­sa­gra­dá­vel, in­có­mo­do, ma­ça­dor. Quando um pre­si­den­te qua­li­fi­ca as­sim o que acon­te­ceu a as­sa­la­ri­a­dos, ac­ti­vos que va­lem mui­tos mi­lhões de eu­ros e são fun­da­men­tais pa­ra o equi­lí­brio fi­nan­cei­ro do clu­be, so­bra um sen­ti­men­to de in­cre­du­li­da­de. Co­mo é pos­sí­vel ta­ma­nha des­fa­ça­tez na ten­ta­ti­va de me­no­ri­zar um ac­to in­qua­li­fi­cá­vel e que põe em cau­sa a sua li­de­ran­ça? Es­ta sin­ge­la e indecente fra­se diz pra­ti­ca­men­te tu­do so­bre quem a pro­fe­riu.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.