Es­pí­ri­to

Jornal de Negócios - - WEEKEND NEGOCIOS - FER­NAN­DO SOBRAL

AHermès tem um lu­gar cen­tral na pon­te que li­ga a re­lo­jo­a­ria à jo­a­lha­ria e ao mun­do do lu­xo. Por is­so, as su­as pro­pos­tas na área re­lo­jo­ei­ra aca­bam por ser obras de ar­te. É o ca­so des­te Ar­ce­au, com as su­as asas as­si­mé­tri­cas, que o dis­tin­guem. De­se­nha­do por Hen­ri d’Origny em 1978, afas­ta-se um pou­co dos re­ló­gi­os clás­si­cos. To­dos os seus de­ta­lhes fo­ram es­tu­da­dos com o mai­or cui­da­do. En­tre o ri­gor da me­mó­ria e a au­dá­cia cri­a­ti­va, o Ar­ce­au Ca­va­les de­mons­tra o es­pí­ri­to dis­cre­to e li­vre que pre­si­diu à sua cri­a­ção. Os mo­de­los de 36 mm e 28 mm de di­â­me­tro sur­gem ilu­mi­na­dos com um en­gas­te atra­en­te: 70 ou 60 di­a­man­tes, no pri­mei­ro ca­so, dão-lhe uma vi­da muito pró­pria. Ne­le se re­pro­duz o mo­ti­vo “Ca­va­les”. O no­vo mo­de­lo pe­que­no de 28 mm tam­bém sur­ge com 56 di­a­man­tes no bi­sel. Se por um la­do se bus­ca a des­cri­ção, por outro es­tes re­ló­gi­os im­põem-se pe­la sua be­le­za. E de­mons­tram a mes­tria dos ar­te­sãos da Hermès. Es­tes re­ló­gi­os sur­gem com um mo­vi­men­to de quart­zo, fa­bri­ca­do na Suí­ça. Es­ta­mos as­sim de­fron­te de mais du­as pro­pos­tas on­de é vi­sí­vel a ele­gân­cia des­ta mar­ca de lu­xo, on­de a re­lo­jo­a­ria faz par­te da sua vas­ta ga­ma de pro­pos­tas pa­ra a dis­tin­ção.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.