ES­TE DO­MIN­GO DE­VE­MOS IR TO­DOS VO­TAR

Jornal de Notícias - JN + Evasões - - CONVERSAR - SUL POR TI­A­GO GUI­LHER­ME

No do­min­go é o dia de to­das as de­ci­sões. Co­mo lis­bo­e­ta te­nho es­ta­do mais aten­to aos mu­ni­cí­pi­os «grã-lis­bo­e­tas», de Ma­fra a Se­tú­bal, com es­pe­ci­al in­te­res­se ao de Lis­boa, que é on­de moro e tra­ba­lho. Se é ver­da­de que eu aca­ba­ria com me­ta­de dos mu­ni­cí­pi­os da Área Me­tro­po­li­ta­na de Lis­boa, tam­bém é ver­da­de que te­mos de vi­ver com o que exis­te. E den­tro des­ta re­a­li­da­de é nos­so de­ver con­tri­buir pa­ra que pos­sa­mos ter ci­da­des, vi­las e ter­ri­tó­ri­os mu­ni­ci­pais de qua­li­da­de. No ca­so de Lis­boa ci­da­de, há mui­to a me­lho­rar e, ven­ça a atu­al ges­tão ca­ma­rá­ria ou não, há que apos­tar so­bre­tu­do na qua­li­da­de de vi­da das pes­so­as, o que pas­sa mui­to pe­la qua­li­da­de do es­pa­ço pú­bli­co. Em pri­mei­ro lu­gar, há que re­sol­ver de vez a ques­tão do lixo, mui­to ne­gli­gen­ci­a­da nes­tes úl­ti­mos anos. Não é acei­tá­vel que se con­ti­nue a dei­xar sa­qui­nhos de lixo em ci­ma dos pas­sei­os, não é acei­tá­vel que ha­ja di­as de fol­ga pa­ra a re­co­lha de lixo nu­ma gran­de ci­da­de co­mo es­ta, não é acei­tá­vel que não ha­ja bri­ga­das de limpeza du­ran­te to­do o dia a lim­par as ru­as. Tam­bém não é acei­tá­vel que con­ti­nu­e­mos a ter car­ros em ci­ma de pas­sei­os im­pu­ne­men­te. O cen­tro de­ve ter pi­la­re­tes na gran­de mai­o­ria das ru­as e nos lo­cais on­de is­to não acon­te­ce a po­lí­cia mu­ni­ci­pal de­ve ser im­pla­cá­vel. Nem se­quer é con­ce­bí­vel que se dei­xe pas­sar car­ros que me­tem du­as ro­das em ci­ma dos pas­sei­os. Por ou­tro la­do, é pre­ci­so adap­tar a ci­da­de ao tu­ris­mo de mas­sas. Pas­sei­os mais lar­gos no cen­tro, no­me­a­da­men­te no Chi­a­do, é ab­so­lu­ta­men­te ne­ces­sá­rio, mas man­ten­do os de­se­nhos da cal­ça­da por­tu­gue­sa, sem aque­le ci­men­to cre­me ter­cei­ro-mun­dis­ta que após um mês fi­ca ne­gro. E é ab­so­lu­ta­men­te ne­ces­sá­rio cri­ar re­gras e li­mi­tes ao alo­ja­men­to lo­cal, pa­ra que os lis­bo­e­tas não se­jam ex­pul­sos. A apos­ta de fa­ci­li­tar a vi­da aos peões em de­tri­men­to do co­mo­dis­mo de quem usa o car­ro de­ve ser re­for­ça­da. Se se fi­zer is­to, já não se­rá mau de to­do...

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.