PASSADIÇOS DO SISTELO

ES­TE PER­CUR­SO ES­TÁ IN­SE­RI­DO NOU­TRO DE MAI­OR DI­MEN­SÃO, O DA ECOVIA DO VEZ.

Jornal de Notícias - JN + Evasões - - CAPA -

De um la­do e do ou­tro a den­sa fo­lha­gem por on­de abrem ca­mi­nho al­guns rai­os de sol, co­bre o per­cur­so la­dei­ro ao rio em gran­de par­te da sua ex­ten­são. Os passadiços que acom­pa­nham as si­nu­o­si­da­des do cur­so de água são ape­nas uma pe­que­na par­te do tro­ço de dez qui­ló­me­tros, fei­to por tri­lhos e car­rei­ros, pe­la mar­gem ou atra­vés dos cam­pos e bos­ques que ro­dei­am o rio Vez, com­pre­en­di­dos en­tre a pon­te me­di­e­val de Vi­le­la e a al­deia do Sistelo.

Es­te per­cur­so es­tá ain­da in­se­ri­do num ou­tro de mai­or ex­ten­são, o da Ecovia do Vez, com mais de 40 mil me­tros. To­do ele va­le a ca­mi­nha­da, ou o pas­seio de bi­ci­cle­ta, pa­ra apre­ci­ar não só as mar­gens do Vez co­mo a sua fau­na e flo­ra ca­rac­te­rís­ti­cas, que lhe va­le­ram a clas­si­fi­ca­ção pe­la UNES­CO co­mo Re­ser­va Mun­di­al da Bi­os­fe­ra. É ra­ro não se ou­vir o fres­co cor­re­dio da água acom­pa­nha­do pe­lo chil­re­ar das aves que por ali ha­bi­tam, ca­so do co­lo­ri­do guar­da-ri­os. E co­mo na sua mai­o­ria são os ami­ei­ros, sal­guei­ros, frei­xos, ave­lei­ras e até cas­ta­nhei­ros que com­põem a ve­ge­ta­ção en­vol­ven­te, to­dos eles de fo­lha ca­du­ca, já se mos­tram os si­nais do tem­po, que vai co­brin­do mo­ro­sa­men­te os passadiços com as fo­lhas do ou­to­no. Por is­so, é de re­co­men­dar cui­da­do re­do­bra­do nas su­bi­das e des­ci­das acen­tu­a­das do per­cur­so. Pe­lo ca­mi­nho, en­con­tram-se ain­da ou­tros en­can­tos me­re­ce­do­res de uma pa­ra­gem mais de­mo­ra­da. É o ca­so das an­ti­gas pol­dras ro­ma­nas, usa­das pa­ra a tra­ves­sia dos ri­a­chos, ruí­nas de moi­nhos, ou das la­go­as, cas­ca­tas e prai­as flu­vi­ais. Ao che­gar ao fim do ca­mi­nho, fa­zen­do o per­cur­so em di­re­ção ao Sistelo, avis­tam-se os so­cal­cos, por es­ta al­tu­ra pon­tu­a­dos de col­mos de pa­lha, e o cas­te­lo.

Se as per­nas aguen­ta­rem, va­le bem o pas­seio pe­las re­don­de­zas, com a cer­te­za de se dei­xar des­lum­brar pe­la be­le­za da re­gião.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.