GROOMING

É ver­da­de que os pro­te­to­res so­la­res de 40 eu­ros são me­lho­res que os de 15?

Men's Health (Portugal) - - A Troca - Pau­lo San­tos, e-mail

Se só quer blo­que­ar os rai­os de sol, é ver­da­de. Não vai mor­rer se es­co­lher um pro­te­tor ba­ra­to, des­de que o uti­li­ze vá­ri­as ve­zes no mes­mo dia. Po­rém, se quer ti­rar o mai­or be­ne­fi­cio da pro­te­ção (pro­te­ger a pe­le e ain­da hi­dra­tá-la gra­ças aos seus an­ti­o­xi­dan­tes), o pre­ço au­men­ta. A em­ba­la­gem, o mar­ke­ting e os in­gre­di­en­tes ati­vos in­ci­dem no pre­ço. Cer­ti­fi­que-se sem­pre de que é um pro­te­tor à pro­va de água e de am­plo es­pe­tro, ou se­ja, que pro­te­ge co­mo de­ve ser de to­dos os rai­os UVA e UVB.

Re­co­men­da­mos, co­mo mí­ni­mo, um pro­te­tor de 30 SPF, mas o me­lhor é es­co­lher uma pro­te­ção mais ele­va­da (40 ou mais), já que cer­ca de 40% dos pro­te­to­res so­la­res ana­li­sa­dos cos­tu­mam ter um SPF in­fe­ri­or ao in­di­ca­do no ró­tu­lo. Fa­ci­li­tar na pro­te­ção nos di­as em que vai pa­ra a praia é um er­ro mui­to pri­má­rio. Dei­xe-se dis­so, ami­go!

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.