Par­tir

Metro Portugal (Lisbon) - - LAZER -

Na­da de dra­mas. Is­to dos fi­lhos par­ti­rem pa­ra ou­tros paí­ses na ân­sia de tra­ba­lho não tem na­da de mais. Portugal deu no­vos mun­dos ao mun­do. Se­guin­do a tra­di­ção os pais de­vem dar os fi­lhos pa­ra além fron­tei­ras. (...). Nun­ca per­ce­bi es­sa coi­sa da sau­da­de. Vi­a­jar de avião é co­mo an­dar de me­tro. A al­ta tec­no­lo­gia co­mo o sky­pe, te­le­mó­veis e pom­bos cor­reio é pra­ti­ca­men­te o mes­mo que tê-los ao pé de nós. Coi­ta­dos dos fi­lhos dos go­ver­nan­tes que ape­nas vi­a­jam pa­ra ou­tros paí­ses em fé­ri­as. Os po­lí­ti­cos no po­der des­ti­nam-lhes car­gos nos mi­nis­té­ri­os ou gran­des em­pre­sas. Li­qui­dam de ime­di­a­to o es­pí­ri­to da coi­sa. Foi pa­ra is­to que tan­tos ci­da­dãos com­ba­te­ram. Pre­sos, tor­tu­ra­dos e até as­sas­si­na­dos no sé­cu­lo pas­sa­do. Fi­nal­men­te o Portugal da ge­ne­ro­si­da­de. A no­va ge­ra­ção de­ve con­tri­buir

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.