Qu­em qu­er quen­tes e bo­as?!

Co­mer. O Dia de São Mar­ti­nho es­tá a che­gar. E co­mo o que é bom pas­sa rá­pi­do, re­sol­ve­mos an­te­ci­par as co­me­mo­ra­ções do ma­gus­to des­te ano. Te­mos a cer­te­za que não vai re­sis­tir!

Metro Portugal (Lisbon) - - CULTO - PA­TRÍ­CIA TADEIA

Mas afi­nal, o que é is­to do São Mar­ti­nho? Em vez de só nos con­ten­tar­mos em com­prar as be­las das cas­ta­nhas nu­ma qual­quer ruela da ci­da­de, qui­se­mos sa­ber mais. Pois bem, aqui vai: o gran­de “cul­pa­do” des­te pe­ca­do da gu­la é Mar­ti­nho de Tours, nas­ci­do no ano de 316 no Im­pé­rio Ro­ma­no. Mi­li­tar des­de os 15 anos, aban­do­nou o exér­ci­to mais tar­de, pa­ra se de­di­car ao Cris­ti­a­nis­mo, ten­do fun­da­do inú­me­ras igre­jas e mos­tei­ros. Con­ta a len­da que, ao pas­sar por um men­di­go, Mar­ti­nho ras­gou me­ta­de do seu man­to, pa­ra o pro­te­ger do frio. Mais à fren­te, na sua ca­mi­nha­da, en­con­tra ou­tro pe­din­te, a qu­em dá o que res­ta do seu man­to. Sem na­da que o pro­te­ges­se do frio, con­ti­nu­ou vi­a­gem. E foi nes­se mo­men­to que as nu­vens ne­gras de­sa­pa­re­ce­ram e o sol sur­giu e o bom tem­po pro­lon­gou-se por três di­as.

Des­de en­tão, o Dia de São Mar­ti­nho é fes­te­ja­do um pou­co por to­da a Eu­ro­pa a 11 de no­vem­bro. Por cá, fa­zem-se ma­gus­tos e be­be-se água-pé e je­ro­pi­ga. E pa­ra que cum­pra mais um ano de São Mar­ti­nho, pro­po­mos-lhe que co­me­ce já a co­me­mo­rar a par­tir de ho­je até ao dia 11 de no­vem­bro. Com­pre cas­ta­nhas e jun­te os ami­gos pa­ra es­te fim de se­ma­na de par­ti­lha, tal co­mo nos en­si­nou Mar­ti­nho de Tours.

BRUNO SI­MÃO

Não he­si­te e fa­ça uma pa­ra­gem rá­pi­da pa­ra com­prar as ha­bi­tu­ais cas­ta­nhas en­ro­la­das em pa­pel de jor­nal.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.