Co­mér­cio com me­nos fur­tos

Portugal es­tá abai­xo da mé­dia eu­ro­peia nas per­das des­co­nhe­ci­das. Va­lor cor­res­pon­de a 0,9% das ven­das do se­tor.

Metro Portugal (Lisbon) - - ECONOMIA -

Portugal é o sex­to país do mun­do com me­nor ín­di­ce de per­da des­co­nhe­ci­da no se­tor do re­ta­lho. O ran­king é li­de­ra­do pe­la No­ru­e­ga, a Suí­ça e a Fran­ça. A con­clu­são é do Ba­ró­me­tro Glo­bal do Fur­to no Re­ta­lho 2014-2015, ela­bo­ra­do por The Smart Cu­be e o in­ves­ti­ga­dor Er­nie Dey­le, com o apoio da Check­point Sys­tems, a que o me­tro te­ve aces­so.

Se­gun­do o es­tu­do, os va­lo­res da per­da des­co­nhe­ci­da em Portugal cor­res­pon­dem a 0,9% das ven­das – 301 M€ da fa­tu­ra­ção to­tal de 2014-2015. Em 2013 as per­das no País cor­res­pon­di­am a 1,18% e a mé­dia eu­ro­peia é de 1,05%. O ba­ró­me­tro re­ve­la que a prin­ci­pal cau­sa des­tas per­das é fur­to ex­ter­no, is­to é, de­linquên­cia nos mei­os co­mer­ci­ais (52%), se­gui­do do fur­to por co­la­bo­ra­do­res de­so­nes­tos (29%), a frau­de por pro­ve­do­res (13%) e, por fim, as per­das ad­mi­nis­tra­ti­vas (6%). As per­das são so­bre­tu­do em hi­per­mer­ca­dos (1,2%) e re­ta­lhis­tas de ves­tuá­rio (1,08%). Já as lo­jas de pro­du­tos des­por­ti­vos têm as per­das mais bai­xas: 0,71%.

A aná­li­se mos­tra ain­da que os re­ta­lhis­tas por­tu­gue­ses in­ves­tem cer­ca de 0,96% dos seus lu­cros em so­lu­ções de pre­ven­ção.

À se­me­lhan­ça do res­to da Eu­ro­pa, os ar­ti­gos com mai­or ín­di­ce de fur­to em Portugal são smartpho­nes e ta­blets.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.