Ci­da­des cos­tei­ras sob ame­a­ça

Se ní­vel das águas con­ti­nu­ar a su­bir, a lon­go pra­zo, re­giões jun­to ao mar cor­rem ris­co de inun­da­ção

Metro Portugal (Lisbon) - - PRIMEIRA PÁGINA - RUI ALEXANDRE CO­E­LHO

O aler­ta foi da­do pe­lo ins­ti­tu­to Cli­ma­te Cen­tral, que di­vul­gou os re­sul­ta­dos de um es­tu­do so­bre os efei­tos do aque­ci­men­to glo­bal, três se­ma­nas an­tes da Con­fe­rên­cia do Cli­ma das Na­ções Uni­das (COP 21).

Já aqui re­fe­ri­mos Xan­gai, a mai­or ci­da­de chi­ne­sa, mas po­de­mos tam­bém re­fe­rir a mai­or ci­da­de in­di­a­na (Bom­baim), nor­te-ame­ri­ca­na (No­va Ior­que), a se­gun­da ci­da­de bra­si­lei­ra (Rio de Ja­nei­ro) ou as ca­pi­tais ar­gen­ti­na (Bu­e­nos Ai­res), da In­do­né­sia (Ja­car­ta) ou ja­po­ne­sa (Tó­quio). O re­la­tó­rio in­di­ca que, com mais 2 ºC, o mar vai gal­gar 4,7 me­tros e en­co­brir os ter­ri­tó­ri­os su­pra­ci­ta­dos. Ao to­do, fi­ca­ria sub­mer­sa uma área mun­di­al on­de vi­vem atu­al­men­te 280 mi­lhões de pes­so­as.

“Um aque­ci­men­to de 2 ºC re­pre­sen­ta uma ame­a­ça à exis­tên­cia, a lon­go pra­zo, de mui­tas gran­des ci­da­des e re­giões cos­tei­ras”, dis­se Ben Strauss, um dos au­to­res do es­tu­do.

Ain­da se­gun­do o re­la­tó­rio, com um aque­ci­men­to de 3 ºC, tra­je­tó­ria das atu­ais pro­mes­sas dos Es­ta­dos pa­ra tra­var as emis­sões, o ní­vel da água do mar vai su­bir 6,4 me­tros, co­brin­do áre­as com mais de 400 mi­lhões de ha­bi­tan­tes. Mas se as emis­sões de ga­ses com efei­to de es­tu­fa con­ti­nu­a­rem a sua pro­gres­são ru­mo a um aque­ci­men­to de 4 ºC, o ní­vel su­bi­rá, em mé­dia, 8,9 me­tros. Ame­a­ça­dos, nes­se ca­so, fi­ca­rão 600 mi­lhões de ha­bi­tan­tes.

Es­te é o ho­ri­zon­te, cin­zen­to, se não fo­rem to­ma­das me­di­das pa­ra re­du­zir rá­pi­da e dras­ti­ca­men­te as emis­sões de ga­ses com efei­to de es­tu­fa. Con­tu­do, “ain­da te­mos pe­ran­te nós um vas­to le­que de es­co­lhas”, acres­cen­tou o in­ves­ti­ga­dor [ver cai­xa ao la­do].

© EPA

A Or­ga­ni­za­ção Me­te­o­ro­ló­gi­ca Mun­di­al diz que o ní­vel de con­cen­tra­ção dos ga­ses com efei­to de es­tu­fa atin­giu um no­vo re­cor­de em 2014. Re­la­tó­rio mos­tra um au­men­to do CO2 e do me­ta­no.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.