Pe­di­dos de es­ta­bi­li­da­de

De­pois da que­da do Exe­cu­ti­vo li­de­ra­do por Pas­sos Co­e­lho, Ca­va­co Sil­va ini­ci­ou on­tem a au­di­ção de al­gu­mas per­so­na­li­da­des, co­me­çan­do com uma ron­da pe­los par­cei­ros so­ci­ais.

Metro Portugal (Lisbon) - - PRIMEIRA PÁGINA -

Con­fe­de­ra­ções pa­tro­nais reu­ni­ram com Pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca

O pre­si­den­te da Con­fe­de­ra­ção do Tu­ris­mo Por­tu­guês dis­se que pa­ra o se­tor o mais im­por­tan­te é exis­tir “es­ta­bi­li­da­de”, mas re­co­nhe­ceu que os em­pre­sá­ri­os acha­ri­am “mais na­tu­ral” ter um Go­ver­no da co­li­ga­ção PSD/CDS-PP com o PS. “Ti­ve­mos elei­ções há cer­ca de cin­co se­ma­nas, já de­ve­ría­mos ter um Go­ver­no em fun­ci­o­na­men­to, não te­mos, não te­mos es­ta­bi­li­da­de, es­ta­mos pre­o­cu­pa­dos com aqui­lo que vai acon­te­cer”, afir­mou Francisco Ca­lhei­ros, à saí­da de uma au­di­ên­cia com o Pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca.

Já o pre­si­den­te da Con­fe­de­ra­ção dos Agri­cul­to­res (CAP), João Machado, de­fen­deu a re­a­li­za­ção de elei­ções le­gis­la­ti­vas an­te­ci­pa­das “o mais ra­pi­da­men­te pos­sí­vel”, con­si­de­ran­do que Ca­va­co Sil­va de­ve to­mar uma “de­ci­são pro­vi­só­ria” que per­mi­ta es­ta so­lu­ção.

Tam­bém o lí­der da Con­fe­de­ra­ção do Co­mér­cio e Ser­vi­ços de Por­tu­gal (CCP) de­fen­deu uma so­lu­ção go­ver­na­ti­va “que pos­sa to­mar de­ci­sões” e dis­se que a CCP “não sim­pa­ti­za mui­to” com go­ver­nos de ges­tão. “A nos­sa pre­o­cu­pa­ção prin­ci­pal é que exis­ta nes­te mo­men­to uma so­lu­ção go­ver­na­ti­va que pos­sa to­mar de­ci­sões na me­di­da em que a eco­no­mia pre­ci­sa de de­ci­sões, as em­pre­sas pre­ci­sam de es­ta­bi­li­da­de e ne­ces­si­ta­mos de ter um en­qua­dra­men­to em re­la­ção ao qual nos pos­sa­mos re­ver”, afir­mou João Vieira Lopes.

Pe­la Con­fe­de­ra­ção Em­pre­sa­ri­al de Por­tu­gal (CIP), An­tó­nio Sa­rai­va con­si­de­rou que os acor­dos en­tre PS, BE, PCP e PEV pa­re­cem que­rer “es­va­zi­ar a con­cer­ta­ção so­ci­al” e ame­a­çar “al­gu­ma da es­ta­bi­li­da­de” le­gis­la­ti­va, fis­cal e la­bo­ral.

JO­SÉ SE­NA GOU­LÃO/LUSA

“Não sim­pa­ti­za­mos mui­to com a ideia de go­ver­nos de ges­tão, mas is­so com­pe­te ao Pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca”, diz o lí­der da Con­fe­de­ra­ção do Co­mér­cio e Ser­vi­ços de Por­tu­gal.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.