Do­en­ça sem cu­ra es­tá a au­men­tar

Di­a­be­tes. A pre­va­lên­cia da do­en­ça em Por­tu­gal vol­tou a au­men­tar e atin­ge já mais de 13% da po­pu­la­ção. Ama­nhã é o Dia Mun­di­al da Di­a­be­tes.

Metro Portugal (Lisbon) - - FOCUS - R.M.

De acor­do com o re­la­tó­rio “Fac­tos e Nú­me­ros da Di­a­be­tes do Ob­ser­va­tó­rio Na­ci­o­nal de 2014”, a que o me­tro te­ve aces­so, a pre­va­lên­cia es­ti­ma­da da do­en­ça na po­pu­la­ção por­tu­gue­sa com ida­des en­tre os 20 e os 79 anos (7,7 mi­lhões de in­di­ví­du­os) foi de 13,1%, is­to é, mais de um mi­lhão de por­tu­gue­ses, a que se jun­tam mais de dois mi­lhões com pré-di­a­be­tes.

Em 2014 fo­ram de­te­ta­dos cer­ca de 150 no­vos ca­sos de di­a­be­tes por dia e qua­se me­ta­de dos do­en­tes com di­a­be­tes (40%) não sa­be que tem a do­en­ça, per­mi­tin­do a sua pro­gres­são si­len­ci­o­sa e su­as com­pli­ca­ções.

Os di­a­bé­ti­cos per­dem mais anos de vi­da: em 2013, apon­ta­va-se pa­ra uma per­da de oi­to anos por ca­da óbi­to na po­pu­la­ção com ida­de in­fe­ri­or a 70 anos – em 2014, o nú­me­ro de anos per­di­dos so­be pa­ra no­ve.

Os gas­tos com a di­a­be­tes re­pre­sen­ta­ram 1% do PIB por­tu­guês em 2014 e 10% da des­pe­sa em saúde. Já o cus­to mé­dio das em­ba­la­gens de me­di­ca­men­tos da di­a­be­tes mais do que du­pli­cou o seu va­lor nos úl­ti­mos dez anos. Tam­bém a ta­xa de pre­va­lên­cia da po­pu­la­ção com di­a­be­tes se­gui­da nas uni­da­des de cui­da­dos pri­má­ri­os do SNS con­ti­nu­ou a au­men­tar, atin­gin­do os 6,4% da po­pu­la­ção ne­las ins­cri­ta.

O Dia Mun­di­al da Di­a­be­tes é as­si­na­la­do ama­nhã, com ras­trei­os em to­do o País. Se­gun­do Luís Gar­de­te Cor­reia, da APDP, um di­a­bé­ti­co “po­de ter uma vi­da ab­so­lu­ta­men­te nor­mal e equi­li­bra­da. Ha­ve­rá sem­pre uma fa­se de adaptação a no­vas ro­ti­nas que os cui­da­dos com a do­en­ça exi­gem, no en­tan­to, quan­do con­tro­la­da, a di­a­be­tes não li­mi­ta.”

MARILINE AL­VES

In­je­ção de in­su­li­na mar­ca o dia a dia de mui­tos por­tu­gue­ses com a do­en­ça, no ca­so da di­a­be­tes ti­po 1, cu­jos si­nais são mais evi­den­tes.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.