MI­GUEL ARAÚ­JO

Metro Portugal (Lisbon) - - CULTO -

Co­mo é que re­cor­da a noi­te des­te con­cer­to no Co­li­seu do Por­to? O que me­lhor me re­cor­do é de es­tar ner­vo­so, co­mo não es­ta­va há mui­to tem­po. Sem­pre fui um ca­guin­chas na al­tu­ra de en­trar pa­ra o pal­co, mas lá por me­a­dos de 2013 já ia com mais cal­ma. Mas re­cor­do-me de nes­te já ir cheio de stres­se. Mas era por ser o Co­li­seu, com ami­gos e fa­mí­lia. seus ti­os. Foi mar­can­te pu­xar a fa­mí­lia de san­gue tam­bém pa­ra o pal­co? Foi o mais mar­can­te. Fo­ram os meus ti­os que me me­te­ram o bi­chi­nho des­ta vi­da da mú­si­ca. Es­tar a to­car o “Li­ke A Rolling Sto­ne” com eles no Co­li­seu foi in­crí­vel.

Por al­tu­ras do lan­ça­men­to do dis­co e DVD ao vi­vo gra­va­do no Co­li­seu do Por­to, o mú­si­co re­cor­da as me­mó­ri­as des­sa noi­te e fa­la da ma­ra­to­na que fa­rá com o ami­go Zam­bu­jo.

Eles cos­tu­mam ir aos seus con­cer­tos? São aque­las pes­so­as a quem mos­tra os dis­cos an­tes de es­ta­rem

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.