Xa­drez

Metro Portugal (Lisbon) - - LAZER - C.P.

Sé­cu­lo VI, Ín­dia De apren­di­za­gem fá­cil, mas ape­nas do­mi­na­do a 100% por al­guns, ou não fos­se ex­tre­ma­men­te com­ple­xo: há quem di­ga que há mais com­bi­na­ções pos­sí­veis de mo­vi­men­tos do que es­tre­las no céu... Ape­sar de não ser o xa­drez pro­pri­a­men­te di­to – era jo­ga­do com qua­tro pes­so­as –, as pa­re­cen­ças são tan­tas que acre­di­ta-se que tem a sua mais an­ti­ga for­ma na Ín­dia, num jo­go hin­du cha­ma­do “Cha­tu­ran­ga”. Che­gou até nós pe­los per­sas, que in­tro­du­zi­ram no­vas re­gras e ex­pres­sões co­mo “xe­que” e “xe­que-ma­te”, mas só no séc. XIII é que vi­rou po­pu­lar pe­la Eu­ro­pa e che­gou às re­gras de ho­je em dia – que fo­ram in­tro­du­zi­das em Es­pa­nha e Itá­lia. Sen­do um jo­go me­di­e­val, são no­tó­ri­as as se­me­lhan­ças com os ter­mos bé­li­cos e com o mun­do da Cor­te, tan­to pe­los no­mes co­mo pe­los mo­vi­men­tos das pe­ças.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.