Na­tal e sal­dos com mais fur­tos

Na­ci­o­nal. Afluên­cia de cli­en­tes, ar­ti­gos em ex­po­si­ção com al­ta mo­bi­li­da­de de in­ven­tá­rio e abun­dân­cia de em­pre­go tem­po­rá­rio são as prin­ci­pais cau­sas do fe­nó­me­no

Metro Portugal (Lisbon) - - PRIMEIRA PÁGINA -

O in­ver­no é, se­gun­do o Ba­ró­me­tro Mun­di­al do Fur­to na Dis­tri­bui­ção da Check­point Systems, a épo­ca do ano com mais fur­tos nas lo­jas, já que coin­ci­dem com vá­ri­as cam­pa­nhas de gran­de in­ten­si­da­de co­mer­ci­al: Na­tal e sal­dos.

De acor­do com o es­tu­do, as prin­ci­pais cau­sas pa­ra es­te is­co são a gran­de afluên­cia de cli­en­tes aos es­ta­be­le­ci­men­tos, os mui­tos ar­ti­gos em ex­po­si­ção com uma al­ta mo­bi­li­da­de de in­ven­tá­rio e a abun­dân­cia dos tra­ba­lha­do­res tem­po­rá­ri­os.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.