Pou­cas mu­lhe­res exe­cu­ti­vas

Igual­da­de. Em 2014, 9% das mu­lhe­res ocu­pa­vam car­gos exe­cu­ti­vos em Por­tu­gal, ten­do-se ve­ri­fi­can­do um au­men­to de 1% fa­ce a 2013 – mas uma re­du­ção re­la­ti­va­men­te a 2012.

Metro Portugal (Lisbon) - - PRIMEIRA PÁGINA -

Em 2014, ape­nas 9% das mu­lhe­res ocu­pa­vam car­gos com po­der de de­ci­são e de ges­tão

Em 2012, as mu­lhe­res ocu­pa­vam 10% dos car­gos exe­cu­ti­vos em Por­tu­gal, nú­me­ro que des­ceu pa­ra 8% em 2013 e vol­tou a su­bir pa­ra 9% em 2014. Os da­dos são do es­tu­do “Igual­da­de de Gé­ne­ro no Po­der e To­ma­da de De­ci­são”, re­a­li­za­do en­tre 2003 e 2014 pe­lo EIGE – Ins­ti­tu­to Eu­ro­peu pa­ra a Igual­da­de de Gé­ne­ro, e que mo­ni­to­ri­za o pro­gres­so dos Es­ta­dos-Mem­bros da União Eu­ro­peia (UE) em ter­mos de Igual­da­de de Gé­ne­ro, no que con­cer­ne ao po­der e à to­ma­da de de­ci­são. Quan­to aos car­gos não exe­cu­ti­vos, em 2012 es­tes eram ocu­pa­dos por 7% das mu­lhe­res, pe­so que su­biu pa­ra 10% em 2013 e se man­te­ve em 2014.

Já na União Eu­ro­peia, as mu­lhe­res re­pre­sen­tam atu­al­men­te 21% dos car­gos não exe­cu­ti­vos e 13% dos car­gos exe­cu­ti­vos. Na mai­o­ria dos Es­ta­dos-Mem­bros, a re­pre­sen­ta­ção das mu­lhe­res nos car­gos não exe­cu­ti­vos tem si­do mai­or do que nos exe­cu­ti­vos en­tre 2012 e 2014, à ex­ce­ção de no­ve paí­ses – Re­pú­bli­ca Che­ca, Es­tó­nia, Gré­cia, Croá­cia, Chi­pre, Hun­gria, Mal­ta, Por­tu­gal, Ro­mé­nia – nos quais, num ou mais anos, as mu­lhe­res es­ta­vam me­lhor re­pre­sen­ta­das en­tre os exe­cu­ti­vos.

ISTOCK

Es­tu­do re­ve­la que mu­lhe­res ain­da es­tão sub-re­pre­sen­ta­das em vá­ri­as po­si­ções de li­de­ran­ça a ní­vel po­lí­ti­co e eco­nó­mi­co, em vá­ri­os paí­ses da UE.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.