Rivais com sor­tes di­fe­ren­tes

Spor­ting per­de no Al­gar­ve e Ben­fi­ca ven­ce no cam­po do Ori­en­tal

Metro Portugal (Lisbon) - - FOCUS - R.A.C.

Es­ta­vam de­cor­ri­dos 73 m quan­do Rui Vi­tó­ria lan­çou Re­na­to San­ches por tro­ca com Dju­ri­cic, já de­pois de ter apos­ta­do em Raúl Ji­mé­nez (60m) e Piz­zi (in­ter­va­lo). Num jo­go em que uti­li­zou de iní­cio vá­ri­os atle­tas me­nos ro­da­dos, o téc­ni­co do Ben­fi­ca jo­ga­va as me­lho­res car­tas pos­sí­veis, pa­ra des­fa­zer a igual­da­de que per­sis­tia.

Mas, coin­ci­dên­cia ou não, bas­ta­ram dois mi­nu­tos em cam­po pa­ra o miú­do Re­na­to ser­vir de ta­lis­mã aos de­ten­to­res do tro­féu, que che­ga­ram ao go­lo da vi­tó­ria por Ta­lis­ca. O bra­si­lei­ro apro­vei­tou uma bo­la per­di­da à en­tra­da da gran­de área e fez o que me­lhor faz: pu­xar a cu­la­tra atrás e re­ma­tar. E quan­do o faz com a per­na es­quer­da, sem opo­si­ção, o mais cer­to é dar go­lo. Foi o ca­so.

An­tes e de­pois, um Ori­en­tal am­bi­ci­o­so. Nin­guém deu pe­las di­fe­ren­ças co­los­sais en­tre o pe­núl­ti­mo da II Li­ga e o vi­ce-lí­der da pri­mei­ra, o que po­de ser afe­ri­do pe­la cur­ta van­ta­gem en­car­na­da em pos­se de bo­la (53%-47%) e ata­ques (31-28), e pe­la igual­da­de em can­tos (4). De res­to, foi pre­ci­so o me­lhor Eder­son, ha­bi­tu­al nú­me­ro 2 da ba­li­za ben­fi­quis­ta, pa­ra evi­tar o go­lo alheio pe­lo me­nos três ve­zes, du­as de­las com 0-0 no pla­card.

LU­SA

Ter­cei­ro go­lo da épo­ca de Ta­lis­ca dei­xa Ben­fi­ca no to­po do gru­po (6 pon­tos), an­tes do Mo­rei­ren­se (3p) vs. Na­ci­o­nal (0p).

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.