“King of Figh­ters XIV” as­si­na­la o re­gres­so da SNK

Metro Portugal (Lisbon) - - PRIMEIRA PÁGINA - PE­DRO MO­REI­RA DI­AS

Se vos fa­lar de “Me­tal Slug”, “King of Figh­ters”, “Fa­tal Fury” ou “Sa­mu­rai Sho­down”, cer­ta­men­te se lem­bram dos jo­gos, mas se­rá que se lem­bram de quem os fez? Pois bem, es­sa res­pos­ta tem três letrinhas ape­nas – SNK. Es­te acró­ni­mo sig­ni­fi­ca Shin Nihon Ki­ka­ku, ou “Pro­je­to No­vo Ja­pão”, e nun­ca fez tan­to sen­ti­do. Pas­so a ex­pli­car porquê. É que a SNK, no meio da sua vi­da de clás­si­cos Ar­ca­de, de­ci­diu mu­dar o seu fo­co pa­ra as má­qui­nas de Pa­chin­ko, uma es­pé­cie de má­qui­nas de pin­ball “me­ets” slot ma­chi­ne, com uma va­ri­e­da­de de com­bi­na­ções e pos­si­bi­li­da­des. A ver­da­de é que es­te jo­go de apos­tas uti­li­za di­nhei­ro vir­tu­al pa­ra, de al­gu­ma for­ma, con­tor­nar o fac­to de a prá­ti­ca de “jo­go” ser ile­gal no Ja­pão. A tro­ca de di­nhei­ro vir­tu­al por di­nhei­ro ver­da­dei­ro ou por tro­ca de ar­ti­gos aca­ba por ser uma for­ma “es­per­ta” de dar a vol­ta à ques­tão. No en­tan­to, a re­gu­la- men­ta­ção mu­dou, e mes­mo que ain­da não se sai­ba de que for­ma ao cer­to, fez com que a SNK Play­mo­re pra­ti­ca­men­te de­sis­tis­se do Pa­chin­ko e vol­tas­se a fa­zer jo­gos, con­tra­tan­do de­ve­lo­pers ve­te­ra­nos pa­ra pro­du­zir, no ca­so mais con­cre­to, o no­vo “King of Figh­ters XIV”, com a mes­ma jo­ga­bi­li­da­de que co­nhe­ce­mos da sé­rie, mas com grá­fi­cos 3D em vez do tra­di­ci­o­nal 2D. O jo­go foi anun­ci­a­do no Tokyo Ga­me Show, o ano pas­sa­do, co­mo ex­clu­si­vo PlayS­ta­ti­on 4, não se sa­ben­do se se­rá um ex­clu­si­vo tem­po­rá­rio ou não. Cer­to é que a SNK es­tá de vol­ta aos vi­de­o­jo­gos e is­so é uma boa no­tí­cia.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.