So­nhar com vi­a­gens pa­ra ce­le­brar o amor em qual­quer lu­gar

Dia dos Na­mo­ra­dos.

Metro Portugal (Lisbon) - - PRIMEIRA PÁGINA -

Ba­li, Ha­vai, Pa­ris, Burgh Is­land ou Bu­e­nos Ai­res são al­guns dos mui­tos des­ti­nos ide­ais pa­ra par­ti­lhar a pai­xão. Se já for tar­de pa­ra con­se­guir ir pas­sar o dia de São Va­len­tim, te­rá sem­pre ou­tras oca­siões

3 Pa­ris, Fran­ça

Co­nhe­ci­da co­mo a ci­da­de do amor, em Pa­ris res­pi­ra-se ro­man­ce e pai­xão. É por lá que os es­cri­to­res en­con­tram ins­pi­ra­ção pa­ra es­cre­ver, e quem por lá pas­sa fi­ca con­ta­gi­a­do. Pe­lo amor, cla­ro es­tá. Aqui vai um ro­tei­ro: em Mont­mar­tre en­con­tra a pa­re­de do amor, uma pa­re­de on­de po­de ler-se “Amo-te” em tre­zen­tas lín­guas. Foi cri­a­da por Fré­dé­ric Baron, um au­tor fran­cês, que abor­da­va os tu­ris­tas na rua pa­ra lhes per­gun­tar co­mo se di­zia “Je t’aime” na sua lín­gua na­ti­va. Não dei­xe de vi­si­tar to­das as lon­gas ave­ni­das, os ca­fés com es­pla­na­das bem aque­ci­das, que o frio ain­da aper­ta, e, cla­ro, a Tor­re Eif­fel. Não se es­que­ça do fa­mo­so bei­jo apai­xo­na­do no to­po da tor­re.

4 Burgh Is­land, Rei­no Uni­do

É um dos des­ti­nos mais pro­cu­ra­dos pa­ra ca­sa­men­tos. Tra­ta-se de uma pe­que­na ilha na cos­ta de South De­von, Rei­no Uni­do. Um dos des­ta­ques é o ho­tel Art De­co Burgh Is­land, on­de os ca­sais en­con­tram um des­ti­no mais so­fis­ti­ca­do, e mais ín­ti­mo. Aqui, a dis­cri­ção é mes­mo to­tal. Foi aqui que Agatha Ch­ris­tie se ins­pi­rou pa­ra dois dos seus li­vros. Os Be­a­tles usa­ram es­te ho­tel quan­do to­ca­ram em Ply­mouth. A ilha fi­ca a ape­nas cer­ca de 250 me­tros da vi­la cos­tei­ra de Big­bury- on-Sea e quan­do a ma­ré es­tá va­zia é pos­sí­vel ace­der à mes­ma a pé. Quan­do a ma­ré es­tá cheia, o aces­so faz- se atra­vés do Sea Trac­tor. O veí­cu­lo ori­gi­nal foi cons­truí­do em 1930 e é “um bar­co” mui­to es­pe­ci­al.

5 Bu­e­nos Ai­res, Ar­gen­ti­na

Quen­te e for­te. Co­mo a pai­xão. Es­te é um des­ti­no de ce­ná­ri­os ins­pi­ra­do­res, vi­nho, amor e mui­to tango! Pa­re nu­ma ca­sa de em­pa­na­das, po­de ser a El San­ju­a­ni­no ou La Co­ci­na, e si­ga pa­ra os Bos­ques de Pa­ler­mo. Os apai­xo­na­dos es­co­lhem sem­pre o Jar­dín Ja­po­nés. E já que es­tá em Bu­e­nos Ai­res, apro­vei­te pa­ra apren­der a dan­çar o tango, cla­ro. Há es­pe­tá­cu­los a de­cor­rer por to­da a ci­da­de (vi­si­te o Bar Sur ou o Señor Tango) ou mes­mo pe­las ru­as on­de os ca­sais de bai­la­ri­nos atra­em a aten­ção dos tu­ris­tas. Pa­ra uma es­ta­da lu­xu­o­sa, es­co­lha o Al­ve­ar Pa­la­ce. Apro­vei­te os mi­mos co­mo SPA, hi­dro­mas­sa­gem e gas­tro­no­mia ma­ra­vi­lho­sa de res­tau­ran­tes co­mo o L’Oran­ge­rie ou o La Bour­gog­ne.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.