Sa­be pro­te­ger o seu Fa­ce­bo­ok?

Re­des so­ci­ais. Um es­tu­do fei­to nos EUA re­ve­la que só 29% dos uti­li­za­do­res do Fa­ce­bo­ok al­te­ram as de­fi­ni­ções de pri­va­ci­da­de.

Metro Portugal (Lisbon) - - NACIONAL - R.M.

Se­gun­do o es­tu­do da TRUS­Te/NCSA, em­bo­ra 92% dos uti­li­za­do­res do Fa­ce­bo­ok se pre­o­cu­pem com a pri­va­ci­da­de online, ape­nas 29% to­mam me­di­das pa­ra uma mai­or pro­te­ção.

Da­dos co­mo es­ta­do de re­la­ci­o­na­men­to, fo­to­gra­fi­as pes­so­ais, ani­ver­sá­ri­os, mo­ra­da e até mes­mo nú­me­ros de te­le­fo­ne po­dem es­tar em ris­co, le­van­do a ESET – es­pe­ci­a­lis­ta em soluções de se­gu­ran­ça – a ela­bo­rar uma lis­ta de “10 di­cas de se­gu­ran­ça pa­ra pro­te­ger o seu Fa­ce­bo­ok”: 1 – es­co­lher uma pa­la­vra-pas­se se­gu­ra; 2 – con­fi­gu­rar os aler­tas de iní­cio de ses­são; 3 – con­fi­gu­rar as apro­va­ções de aces­so; 4 – de­fi­nir as men­sa­gens pa­ra se­rem par­ti­lha­das ape­nas com ami­gos; 5 – ve­ri­fi­car quem po­de ace­der às in­for­ma­ções pes­so­ais; 6 – es­co­lher quem po­de ver men­sa­gens de ami­gos na cro­no­lo­gia; 7 – ati­var a re­vi­são de iden­ti­fi­ca­ções; 8 – per­so­na­li­zar as de­fi­ni­ções de vi­si­bi­li­da­de pa­ra ca­da es­ta­do; 9 – nun­ca acei­tar pe­di- dos de ami­za­de de al­guém que não co­nhe­ce ou com quem não tem ami­gos em co­mum; 10 – lem­brar-se que o Fa­ce­bo­ok tem dois la­dos – “o per­fil pú­bli­co de­ve ser mais for­mal, uma vez que uma fu­tu­ra en­ti­da­de em­pre­ga­do­ra po­de­rá con­sul­tá-lo”.

JOÃO COR­TE­SÃO/CM

“A sua lis­ta de ami­gos é ape­nas pa­ra as pes­so­as que fa­zem re­al­men­te par­te da sua vi­da pri­va­da”, lem­bra a ESET.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.