O dra­ma das cri­an­ças re­fu­gi­a­das

Metro Portugal (Lisbon) - - LAZER -

Mais de 10.000 cri­an­ças re­fu­gi­a­das es­tão de­sa­pa­re­ci­das! A UE co­bre-se de ver­go­nha. As re­des de trá­fi­co hu­ma­no e de ex­plo­ra­ção sexual apro­vei­tam-se da fal­ta de or­ga­ni­za­ção eu­ro­peia no aco­lhi­men­to aos re­fu­gi­a­dos. Mi­lha­res de cri­an­ças de­am­bu­lam sem am­pa­ro e ca­ri­nho. Mi­lha­res de cri­an­ças cres­cem no meio da violência mul­ti­pli­ca­ti­va de ódi­os. Não nos re­fu­gi­e­mos no nos­so bem- es­tar! Qual o pa­pel na so­ci­e­da­de quan­do atin­gi­rem a ida­de adul­ta? Cam­pa­nhas de ali­ci­a­men­to dos ex­tre­mis­mos re­li­gi­o­so e po­lí­ti­co têm um “exér­ci­to” de hu­mi­lha­dos pron­to a ser re­cru­ta­do. A in­dús­tria ar­ma­men­tis­ta é ou­tra ven­ce­do­ra com as di­ver­sas guer­ras ci­vis que as­so­lam di­ver­sos paí­ses de Áfri­ca e do Mé­dio Ori­en­te. As lá­gri­mas de cro­co­di­lo dos di­ri­gen­tes dos paí­ses fa­bri­can­tes de ar­ma­men­to de­mons­tra o po­der dos lob­bi­es do com­ple­xo mi­li­tar-in­dus­tri­al. An­ge­la Mer­kel me­re­ce o Pré­mio No­bel da Paz, pe­lo apoio da­do aos re­fu­gi­a­dos.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.