Per­tur­ba­ção no pro­ces­so de paz

OS EUA acu­sa­ram on­tem o re­gi­me de Da­mas­co de per­tur­bar as con­ver­sa­ções de paz na Sí­ria que se­rão re­to­ma­das ho­je em Ge­ne­bra. Opo­si­ção quer Al-As­sad fo­ra, vi­vo ou mor­to.

Metro Portugal (Lisbon) - - MUNDO -

“Os co­men­tá­ri­os do mi­nis­tro sí­rio dos Ne­gó­ci­os Es­tran­gei­ros [Wa­lid al-Mu­a­lem] ten­tam cla­ra­men­te per­tur­bar o pro­ces­so, mas o mais im­por­tan­te é os seus prin­ci­pais ali­a­dos, Rús­sia e Irão, te­rem de­fen­di­do que de­ve ha­ver uma tran­si­ção po­lí­ti­ca e avan­çar pa­ra elei­ções pre­si­den­ci­ais a qual­quer mo­men­to”, dis­se o se­cre­tá­rio de Es­ta­do dos EUA.

No sá­ba­do, Al-Mu­a­lem avi­sou a opo­si­ção que, se pen­sa as­su­mir o po­der, “o que não con­se­guiu no ter­re­no”, vai fra­cas­sar. On­tem, John Ker­ry acu­sou o re­gi­me de ser “o mai­or vi­o­la­dor do ces­sar-fo­go”, re­co­nhe­cen­do que os ní­veis de violência na Sí­ria “di­mi­nuí­ram mui­to”, o que per­mi­tiu que a aju­da hu­ma­ni­tá­ria fos­se on­de “não che­ga­va há anos”.

Os EUA e a Rús­sia ne­go­ci­a­ram um ces­sar-fo­go na Sí­ria en­tre o re­gi­me e os re­bel­des, em vi­gor des­de 27 de fe­ve­rei­ro. Ape­sar de al­guns in­ci­den­tes, es­tá a ser res­pei­ta­do na ge­ne­ra­li­da­de, per­mi­tin­do o en­vio de aju­da às po­pu­la­ções cer­ca­das e con­vo­car no­vas ne­go­ci­a­ções de paz.

Tam­bém sá­ba­do, a opo­si­ção sí­ria exi­giu o afas­ta­men­to do po­der, mor­to ou vi­vo, do pre­si­den­te Bashar al-As­sad. “Con­si­de­ra­mos que o pe­río­do de tran­si­ção de­ve ini­ci­ar-se com a que­da ou a mor­te de Bashar al-As­sad”, de­cla­rou um res­pon­sá­vel ne­go­ci­al da opo­si­ção sí­ria.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.