A Es­quer­da e seus afins

Metro Portugal (Lisbon) - - CULTO -

É tris­te­men­te ver­da­de! Num ato cí­vi­co e prin­ci­pal­men­te pú­bli­co e pa­trió­ti­co co­mo es­te, da no­me­a­ção dum Pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca Por­tu­gue­sa, que vai ser de to­dos os por­tu­gue­ses, es­ta fra­ção fi­car co­mo ‘mor­ta’ du­ran­te a ses­são. Ora, quem não sa­be fa­zer a des­trin­ça, ou se­ja, dis­tin­guir os par­ti­dos da Pre­si­dên­cia da Re­pú­bli­ca, não de­via ocu­par a Ca­sa do Po­vo. Me­nos ain­da sen­tar- se nas su­as ca­dei­ras. Imi­ta­va sim­ples­men­te o Sr. Má­rio So­a­res… É de­ma­si­a­do tris­te (pa­ra não di­zer ou­tra coi­sa) es­te exem­plo. Pi­or ain­da, pa­ra as 600 pes­so­as do ex­te­ri­or, que nos qui­se­ram acom­pa­nhar de per­to, sem es­que­cer to­do o res­to do mun­do que nos viu. Va­lha-nos a fra­ção ser pe­que­na. Mas não dei­xa de ser uma de­ter­mi­na­da man­cha ne­gra…

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.