Em dez anos, mu­dou o mun­do

Re­des so­ci­ais. No dia em que com­ple­ta uma dé­ca­da, o Twit­ter já é uti­li­za­do por mui­tos mi­lhões de pes­so­as em to­do o mun­do. Em Por­tu­gal ain­da tem um co­ber­tu­ra mo­des­ta.

Metro Portugal (Lisbon) - - MUNDO -

Quan­do, a 21 de mar­ço de 2006, qua­tro nor­te-ame­ri­ca­nos cri­a­ram um ser­vi­ço de men­sa­gens pa­ra a In­ter­net com um li­mi­te de 140 ca­ra­te­res, na­da fa­zia pre­ver que ti­ves­se tan­to su­ces­so. “Sem o Twit­ter e sem o Fa­ce­bo­ok a so­ci­e­da­de não se­ria a mes­ma”, diz à agên­cia Lu­sa Gus­ta­vo Cardoso, pro­fes­sor do ISCTE e es­pe­ci­a­lis­ta em re­des so­ci­ais, acres­cen­tan­do que o Twit­ter, por ser uma “fer­ra­men­ta aber­ta pa­ra co­mu­ni­car com to­dos”, se tor­nou es­sen­ci­al no­me­a­da­men­te pa­ra os po­lí­ti­cos.

Mas não só, são cen­te­nas de mi­lhões os que o usam e aos se­te anos já ti­nha en­tra­do na bol­sa de No­va Ior­que. Ain­da as­sim, em Por­tu­gal tem uma co­ber­tu­ra mo­des­ta se com­pa­ra­do com ou­tras re­des so­ci­ais, se­gun­do um es­tu­do do Ins­ti­tu­to Reu­ters. No País, se­gun­do o es­tu­do, é ain­da a te­le­vi­são que pre­va­le­ce e o Fa­ce­bo­ok nas re­des so­ci­ais, com o Twit­ter a me­re­cer a pre­fe­rên­cia de 3% dos in­ter­nau­tas.

“É pa­ra uma eli­te tec­no­ló­gi­ca, que sai­ba co­mu­ni­car”, re­fe­re Pe­dro Ani­ce­to, ges­tor de pro­du­to e um dos pri­mei­ros adep­tos do Twit­ter. Já Fran­cis­co da Sil­va, que foi di­re­tor de Mar­ke­ting do Twit­ter em Por­tu­gal, diz que em 2015 au­men­tou mais de um ter­ço a pre­sen­ça de em­pre­sas na pla­ta­for­ma, de áre­as que vão do re­ta­lho a ban­cos ou se­gu­ros.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.