Quão re­al se­rá o vir­tu­al?

Metro Portugal (Lisbon) - - CULTO - PE­DRO MO­REI­RA DI­AS

Se­rá em ou­tu­bro que o vir­tu­al se­rá re­al: o PlayS­ta­ti­on VR foi anun­ci­a­do na Ga­me De­ve­lo­pers Con­fe­ren­ce e te­rá co­mo pre­ço os €399. Além dis­so, fo­ram ain­da de­mons­tra­dos vá­ri­os jo­gos que fa­rão par­te do ca­tá­lo­go ain­da des­te ano e do fu­tu­ro. O PSVR se­rá mais ba­ra­to que a con­cor­rên­cia, mas te­rão que ob­ter a PlayS­ta­ti­on Ca­me­ra e os co­man­dos Mo­ve em se­pa­ra­do pa­ra usu­fruir da ex­pe­ri­ên­cia com­ple­ta. Mes­mo as­sim, fi­ca mais ba­ra­to que o HTC Vi­ve, que traz dois co­man­dos; ou que o Ocu­lus Rift, que traz ape­nas um co­man­do Xbox One e um ou­tro co­man­do. E di­go mais ba­ra­to por­que fei­tas as con­tas as exi­gên­ci­as téc­ni­cas que os PC vão ter pa­ra cor­rer os jo­gos e as ex­pe­ri­ên­ci­as vir­tu­ais vão fa­zer a mui­tos PC ga­mers gas­tar al­gum di­nhei­ro ex­tra. No en­tan­to, é tam­bém ver­da­de que tan­to o Ocu­lus Rift co­mo o HTC Vi­ve têm me­lho­res re­so­lu­ções de ecrã. O que po­de­rá fa­zer a di­fe­ren­ça? Di­ria que os ex­clu­si­vos, que ca­da vez são me­nos, ape­sar de Lon­don Heist ter-nos sur­pre­en­di­do, e de que ma­nei­ra, na de­mons­tra­ção a que ti­ve­mos aces­so no Lisboa Ga­mes We­ek. No en­tan­to, tal­vez o fa­tor pre­ço e o nú­me­ro de tí­tu­los de lan­ça­men­to dê al­gu­ma van­ta­gem à Sony, além do anún­cio de que po­de­re­mos jo­gar to­dos os jo­gos PS4 com o PSVR: is­to é, não va­mos pre­ci­sar da te­le­vi­são pa­ra jo­gar­mos, uti­li­za­mos ape­nas o PSVR, e is­so tal­vez se­ja a van­ta­gem que ain­da nin­guém ti­nha pen­sa­do. Mas, no fun­do, se­rá ver pa­ra crer.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.