Um Con­da­do to­do “ma­de in Por­tu­gal”

Em­pre­en­de­do­ris­mo. Se pas­sou re­cen­te­men­te por Be­lém, em Lisboa, o mais pro­vá­vel é ter vis­to a UMM do Sér­gio cheia de es­ti­lo. Foi o que fi­ze­mos e qui­se­mos sa­ber mais.

Metro Portugal (Lisbon) - - FOCUS - CA­TA­RI­NA PO­DE­RO­SO

O no­me, Por­tu­ca­len­se, vem dis­so mes­mo, do Con­da­do Por­tu­ca­len­se que, nas au­las de His­tó­ria, apren­de­mos que sur­giu do pro­ces­so de re­con­quis­ta da Pe­nín­su­la Ibé­ri­ca pe­los cris­tãos. Mas co­nhe­ça­mos um pou­co o ho­mem por trás do UMM, que tam­bém é quem o con­duz to­dos os di­as até à Pra­ça do Im­pé­rio, em Lisboa. Sér­gio Mar­ques tem 31 anos e é li­cen­ci­a­do em Ge­o­gra­fia pe­la Fa­cul­da­de de Le­tras da Uni­ver­si­da­de de Lisboa e mes­tra­do na área de Mar­ke­ting Ter­ri­to­ri­al pe­lo IGOT. Ape­sar de ter tra­ba­lha­do pa­ra mul­ti­na­ci­o­nais nas áre­as de mar­ke­ting e de­sign, e de até se ter saí­do bem, a re­a­li­da­de é que Sér­gio que­ria fa­zer al­go seu, “al­go que se ade­quas­se ao que sa­bia fa­zer – cri­ar” e às su­as “ca­pa­ci­da­des eco­nó­mi­cas”, e há qua­tro anos nas­ceu a Por­tu­ca­len­se. E co­mo co­me­çou a aven­tu­ra? “Cri­ei vá­ri­as co­le­ções de T-shirts e co­me­cei por fa­zer re­ven­da, ir às fei­ras de Lisboa, e mais tar­de com­prei um ji­pe por­tu­guês, um UMM, e trans­for­mei-o nu­ma lo­ja mó­vel que tem es­ta­do a fun­ci­o­nar to­dos os di­as em Be­lém.” Quan­to às ins­pi­ra­ções por trás de ca­da pe­ça: “É im­por­tan­te fa­zer coi­sas no­vas, que nun­ca ou­sa­ram fa­zer. Te­nho que me di­fe­ren­ci­ar, mas cla­ro, nun­ca pos­so fu­gir aos elé­tri­cos e às sar­di­nhas, por­que é al­go que tem uma imen­sa pro­cu­ra. Mas fi­co mui­to con­ten­te por ver por­tu­gue­ses a gos­ta­rem do meu tra­ba­lho, quer di­zer que o meu pro­du­to não é ape­nas um sou­ve­nir pa­ra tu­ris­tas.” E não pen­se que é só Lisboa a fa­zer par­te da sua co­le­ção. A por­tu­ga­li­da­de es­tá pre­sen­te em T-shirts, mag­né­ti­cos, ca­ne­cas e ca­der­nos. E se já fo­ram mi­lha­res os vi­si­tan­tes do ji­pe, que tal ir lá dar um sal­ti­nho?

“Pen­sar é bom, mas é no fa­zer que con­se­gues ter ex­pe­ri­ên­cia. Te­mos que es­tar aber­tos a er­ros e a apren­der com eles” Sér­gio Mar­ques, fun­da­dor da Por­tu­ca­len­se

DR

De­pois do UMM, Sér­gio abriu uma lo­ja Por­tu­ca­len­se em Cas­cais, na Ala­me­da Com­ba­ten­tes da Gran­de Guer­ra, 72 A (Jar­dim Vis­con­de da Luz).

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.