Re­gis­tar me­mó­ri­as al­fa­ci­nhas

Metro Portugal (Lisbon) - - PRIMEIRA PÁGINA - P.T.

O Lis­boa Pas­s­port fun­ci­o­na co­mo um diá­rio de vi­a­gem on­de se ca­rim­bam di­ver­sos lo­cais da ca­pi­tal

Qu­em não se lem­bra de es­pe­rar o tem­po que fos­se pre­ci­so pa­ra sair de ca­da um dos pa­vi­lhões da Ex­po’98 com aque­le ca­rim­bo de “vi­tó­ria”? Era co­mo se aque­la pe­que­na man­cha de tin­ta dis­ses­se: “Sim, é ver­da­de, eu es­ti­ve lá!” Pois bem, e se pu­des­se reu­nir num li­vri­nho a ci­da­de de Lis­boa e as su­as ma­ra­vi­lhas? Ago­ra já po­de. E a res­pos­ta es­tá no Lis­boa Pas­s­port.

A ideia par­tiu de Nu­no Mar­tins, um téc­ni­co in­for­má­ti­co de­sem­pre­ga­do que de­pois de um in­terrail pe­la Eu­ro­pa per­ce­beu que pou­co ti­nha guar­da­do des­sa vi­a­gem. Fal­ta­vam me­mó­ri­as, con­cluiu. Pôs-se a pen­sar e a res­pos­ta veio rá­pi­do. As­sim nas­cia o Lis­boa Pas­s­port. Es­tá­vaMas mos no fi­nal de 2014 e Nu­no Mar­tins apre­sen­tou o pro­je­to ao ga­bi­ne­te Lis­boa Em­pre­en­de da Câmara Mu­ni­ci­pal de Lis­boa.

Mas o que é is­to do Lis­boa Pas­s­port? Ins­pi­ra­do no con­cei­to de um pas­sa­por­te tra­di­ci­o­nal, es­te é um diá­rio de vi­a­gem on­de se po­de re­gis­tar, atra­vés de ca­rim­bos, a pas­sa­gem pe­los lo­cais mais em­ble­má­ti­cos da ca­pi­tal. Ca­da ca­rim­bo é em si uma pe­que­na obra de arte. Na­da foi pen­sa­do ao aca­so. Mes­mo as mar­cas de água que en­con­tra nas fo­lhas des­te pe­que­no li­vro re­sul­ta­ram de di­as e di­as de tra­ba­lho in­ten­so.

afi­nal, co­mo fun­ci­o­na? Em ca­da atra­ção tu­rís­ti­ca da ca­pi­tal, ou experiência sen­so­ri­al – sim, por­que co­mer um pas­tel de Be­lém tam­bém con­ta – exis­te um check­point pa­ra ca­rim­bar o pas­sa­por­te.

Es­te é um pro­je­to que in­ci­ta à aven­tu­ra. “Há que des­co­brir a ci­da­de e os lo­cais que ins­pi­ra­ram ca­da ca­rim­bo”, de­fen­dem os cri­a­do­res. E aten­ção que es­te pas­sa­por­te não se des­ti­na só aos tu­ris­tas, mas aos lis­bo­e­tas que as­sim po­de­rão re­des­co­brir a ci­da­de de uma for­ma di­fe­ren­te.

mes­mo Es­ta po­de inesquecível, vi­a­gem Nes­te ser uma ca­rim­be-a! até por is­so, re­gis­tar

de­ve es­tá­tua pas­sa­por­te, na

pa­ra­gem aque­la quan­do António,

a vi­da. de San­to amor pa­ra pe­diu um

Lis­boa.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.