OE2015. Dé­fi­ce fi­cou nos 3,1%, re­ve­la a UTAO

Metro Portugal (Lisbon) - - JORNAL -

A Uni­da­de Téc­ni­ca de Apoio Or­ça­men­tal (UTAO) es­ti­ma que, ex­cluin­do me­di­das ex­tra­or­di­ná­ri­as, o dé­fi­ce or­ça­men­tal em con­tas na­ci­o­nais te­nha fi­ca­do nos 3,1% do PIB em 2015, o que “não per­mi­ti­rá o en­cer­ra­men­to do Pro­ce­di­men­to dos Dé­fi­ces Ex­ces­si­vos”. Nu­ma no­ta rá­pi­da so­bre as con­tas na­ci­o­nais das ad­mi­nis­tra­ções pú­bli­cas, a UTAO in­di­ca que, não con­si­de­ran­do ope­ra­ções ex­tra­or­di­ná­ri­as (em que se in­clui a me­di­da de re­so­lu­ção do Ba­nif ), “o dé­fi­ce or­ça­men­tal de 2015 ci­frou-se em 3,1%” do PIB, e acres­cen­ta que, em ter­mos ajus­ta­dos, “a re­du­ção do dé­fi­ce or­ça­men­tal as­cen­deu a 0,5 pon­tos per­cen­tu­ais do PIB fa­ce a 2014”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.