FAT FREDDY’S DROP

En­tre­vis­ta an­tes da gran­de fes­ta no Coliseu de Lis­boa

Metro Portugal (Lisbon) - - PRIMERA PÁGINA -

Nes­te quar­to dis­co con­ti­nu­am a ser o “mons­tro soul de se­te ca­be­ças” que um dia se au­to­pro­cla­ma­ram?

Sem dú­vi­da! Tal­vez a nos­sa soul te­nha ga­nha­do um acen­to ele­tró­ni­co, mas as raí­zes do que fa­ze­mos ain­da es­tão na soul e no reg­gae.

No iní­cio do “Slings and Ar­rows”, que jo­go de ví­deo é aque­le?

O som vem de um sin­te­ti­za­dor. Re­al­men­te, tem es­se sa­bor de música de jo­gos an­ti­gos de com­pu­ta­dor. O Dal­las (Ta­mai­ra), nos­so vo­ca­lis­ta, gos­ta mui­to de vi­de­o­jo­gos.

“The­re’s a war in you; the­re’s a war in me” – ou­vi­mos nes­se mes­mo te­ma. Que guer­ras são es­sas?

A um cer­to ní­vel tem a ver com dis­cus­sões num re­la­ci­o­na­men­to amo­ro­so. Num ní­vel mai­or, é um co­men­tá­rio ao mun­do em que vi­ve­mos. Mas tem mais a ver com as lu­tas nos re­la­ci­o­na­men­tos.

A eter­na lu­ta…

(ri­sos) Is­so mes­mo.

Se vi­si­tas­se o vos­so backs­ta­ge an­tes de um con­cer­to, en­con­tra­ria...

... o Joe Lind­say a la­var a pró­pria rou­pa pa­ra o espetáculo à mão, de­pois à es­pe­ra que se­que e por fim a pas­sá-la a fer­ro. É o que es­tá a acon­te­cer ago­ra mes­mo. De res­to, há mal­ta a ver e-mails. Re­ceio que não se­ja uma ce­na mui­to rock ‘n’ roll.

DR

DR

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.