Ra­fa­el Marques

Metro Portugal (Lisbon) - - CULTO -

“O si­lên­cio não sal­va nin­guém. É atra­vés da de­nún­cia do es­ta­do de in­dig­na­ção e de re­vol­ta que po­de­mos en­con­trar o ca­mi­nho do bem. E é uma ques­tão de li­vre ar­bí­trio, é uma ques­tão de li­ber­da­de de cons­ci­ên­cia”

O jor­na­lis­ta, es­cri­tor e ati­vis­ta an­go­la­no ex­pli­cou, no Fes­ti­val Li­te­rá­rio da Ma­dei­ra, que es­cre­ve so­bre a re­a­li­da­de de An­go­la, por­que lhe pro­vo­ca “tal in­dig­na­ção que o me­do se tor­ne ir­re­le­van­te”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.