O cor­vo vai-lhe fa­zer me­xer na ca­dei­ra

Cinema. Cinema de au­tor bem ou­sa­do é o que tem à sua es­pe­ra de ho­je até 1 de maio no In­di­eLis­boa 2016: tu­do em qua­tro sa­las de cinema da ca­pi­tal. In­clui se­xo, mui­to se­xo.

Metro Portugal (Lisbon) - - CULTO -

Se gos­ta de cinema trans­gres­sor, o 13.º fes­ti­val do cor­vo, o In­di­eLis­boa, po­de­rá ser o seu fes­ti­val da sor­te. Se não viu, se ca­lhar já ou­viu fa­lar de “Ir­re­ver­sí­vel”, o fil­me que cho­cou Can­nes em 2002 – con­tém al­gu­mas das ce­nas mais bru­tais, de tão vi­o­len­tas, da his­tó­ria do cinema. Pois bem, Gas­par Noé, que fil­mou uma agres­são se­xu­al de no­ve mi­nu­tos a Mo­ni­ca Bel­luc­ci, mos­tra a 24 de abril a sua quar­ta lon­ga-me­tra­gem, “Lo­ve”, no São Jor­ge (21h45).

E o ci­ne­as­ta fran­co-ar­gen­ti­no não faz por me­nos: “Lo­ve” tem ce­nas de se­xo ex­plí­ci­to em 3D. Quem não gos­tou, foi de de­do em ris­te: “Por­no­gra­fia!” Já Noé cha­ma-lhe “uma his­tó­ria de amor en­tre dois jo­vens”.

Outro fil­me com ce­nas ex­plí­ci­tas é o bra­si­lei­ro “Boi Néon” (22 de abril, às 21h30; Cul­tur­gest), um tra­ba­lho de Ga­bri­el Mas­ca­ro que tem si­do pre­mi­a­do a ní­vel mun­di­al.

Mas nem só de se­xo vi­ve o In­di­eLis­boa. A edi­ção 2016 abre ho­je, no São Jor­ge (21h30), com a co­mé­dia “Lo­ve & Fri­endship”, de Whit Still­man, adap­ta­ção ao cinema do ro­man­ce “Lady Su­san” de Ja­ne Aus­ten.

O fe­cho se­rá na Cul­tur­gest (1 de maio; 21h30), com o dra­ma “L’Ave­nir”, de Mia Han­sen-Lo­ve, que por ele re­ce­beu o Ur­so de Pra­ta pa­ra Me­lhor Re­a­li­za­dor, em Ber­lim.

Qua­se 300 fil­mes se­rão exi­bi­dos na Cul­tur­gest, Cinemateca, Cinema São Jor­ge e Cinema Ide­al; um de­les, em an­tes­treia, é “Lo­ve” (Gas­par Noé), fi­ta com bo­la ver­me­lha no can­to su­pe­ri­or di­rei­to.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.