Mitsubishi usou tes­tes ina­pro­pri­a­dos nos úl­ti­mos 25 anos

Ja­pão. A Mitsubishi Mo­tors ad­mi­tiu on­tem ter uti­li­za­do mé­to­dos de tes­tes ina­pro­pri­a­dos no úl­ti­mo quar­to de sé­cu­lo. Veí­cu­los de to­do- o-ter­re­no tam­bém den­tro do es­que­ma.

Metro Portugal (Lisbon) - - PRIMEIRA PÁGINA -

Fun­ci­o­ná­rio ad­mi­te que mé­to­do é “usa­do pa­ra o mer­ca­do do­més­ti­co des­de 1991”. Fo­ram pe­lo me­nos 625.000 os veí­cu­los de qua­tro mo­de­los que fo­ram tes­ta­dos com um sis­te­ma não ho­mo­lo­ga­do. Da­dos das ver­sões to­do- o-ter­re­no tam­bém fo­ram fal­si­fi­ca­dos

“Te­mos uti­li­za­do es­te mé­to­do pa­ra o mer­ca­do do­més­ti­co des­de 1991”, dis­se on­tem um fun­ci­o­ná­rio do gru­po du­ran­te uma con­fe­rên­cia de im­pren­sa, afir­man­do não sa­ber ain­da quais os mo­de­los en­vol­vi­dos e am­pli­an­do o es­cân­da­lo de frau­de do de­sem­pe­nho ener­gé­ti­co de uma par­te dos seus veí­cu­los.

A 20 de abril, a Mitsubishi ad­mi­tiu ter ma­ni­pu­la­do tes­tes de emis­sões po­lu­en­tes em, pe­lo me­nos, 625.000 veí­cu­los, al­guns dos quais cons­truí­dos pa­ra a Nis­san. A em­pre­sa ad­mi­tiu que os seus fun­ci­o­ná­ri­os mo­di­fi­ca­ram a pres­são de pneus du­ran­te os tes­tes de con­su­mo de uni­da­des ven­di­das no Ja­pão de qua­tro dos seus mo­de­los de veí­cu­los li­gei­ros. Os car­ros fo­ram ain­da tes­ta­dos com um sis­te­ma não ho­mo­lo­ga­do pe­lo Ja­pão des­de 2002 e as­sim ven­di­dos com uma ga­ran­tia de con­su­mo fal­sa, se­gun­do a qual eram en­tre 5% e 10% mais efi­ci­en­tes do que na re­a­li­da­de.

A NHK re­ve­lou ain­da que tam­bém fo­ram fal­si­fi­ca­dos da­dos das ver­sões to­do-o-ter­re­no dos mes­mos qua­tro mo­de­los.

O anún­cio sur­giu nu­ma al­tu­ra em que a in­dús­tria au­to­mó­vel tem si­do su­jei­ta a fis­ca­li­za­ções mais aper­ta­das, de­pois de a ale­mã Volkswa­gen se ver en­vol­vi­da num es­cân­da­lo re­la­ci­o­na­do com frau­des nos tes­tes de emis­sões.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.