Re­cei­ta fis­cal di­mi­nui

Im­pos­tos no primeiro trimestre va­le­ram me­nos 151,1 M€

Metro Portugal (Lisbon) - - PRIMEIRA PÁGINA -

Se­gun­do a sín­te­se de exe­cu­ção orçamental até mar­ço di­vul­ga­da on­tem pe­la Di­re­ção-Ge­ral de Or­ça­men­to (DGO), a re­cei­ta fis­cal ar­re­ca­da­da pe­lo Es­ta­do no primeiro trimestre foi in­fe­ri­or em 1,3% à re­gis­ta­da no mes­mo pe­río­do do ano pas­sa­do, quan­do fo­ram ame­a­lha­dos 8.931 M€ em im­pos­tos.

Es­ta des­ci­da, es­cre­ve a en­ti­da­de li­de­ra­da por Ma­nu­e­la Pro­en­ça, foi in­flu­en­ci­a­da por uma que­bra de 0,7% nos im­pos­tos di­re­tos, “so­bre­tu­do pe­lo efei­to da re­du­ção da so­bre­ta­xa de IRS”, e de 1,7% nos im­pos­tos in­di­re­tos, “con­di­ci­o­na­dos pe­lo au­men­to nos re­em­bol­sos de IVA”.

Quan­to aos im­pos­tos di­re­tos, que to­ta­li­za­ram 3.607,9 M€ no primeiro trimestre do ano, “a di­mi­nui­ção de 25,9 M€ é ex­pli­ca­da pe­lo efei­to da re­cei­ta da con­tri­bui­ção do se­tor ban­cá­rio e do se­tor ener­gé­ti­co, cu­jo pra­zo de co­bran­ça vo­lun­tá­ria se es­ten­de pa­ra além do mês de mar­ço”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.