Pré­mio Ca­mões’16 pa­ra Ra­du­an Nas­sar

Li­te­ra­tu­ra. O es­cri­tor bra­si­lei­ro Ra­du­an Nas­sar foi on­tem anun­ci­a­do co­mo o ven­ce­dor des­te ano do Pré­mio Ca­mões. Em 28 edi­ções, é o 12º au­tor bra­si­lei­ro a re­ce­ber o pré­mio.

Metro Portugal (Lisbon) - - FOCUS -

“Atra­vés da fic­ção, o au­tor re­ve­la, no uni­ver­so da sua obra, a com­ple­xi­da­de das re­la­ções hu­ma­nas em pla­nos di­fi­cil­men­te aces­sí­veis a ou­tros mo­dos do dis­cur­so. Mui­tas ve­zes, es­sa re­ve­la­ção é agres­te e in­có­mo­da, e não é ra­ro que abor­de te­mas con­si­de­ra­dos ta­bu”, lê-se na jus­ti­fi­ca­ção do jú­ri, cons­ti­tuí­do pe­la pro­fes­so­ra da Fa­cul­da­de de Le­tras da Uni­ver­si­da­de de Lisboa Pau­la Mou­rão; pe­lo es­cri­tor por­tu­guês Pe­dro Me­xia; pe­la es­cri­to­ra e pro­fes­so­ra da Uni­ver­si­da­de do Rio de Ja­nei­ro Flo­ra Sus­se­kind; pe­lo es­cri­tor e pro­fes­sor da Uni­ver­si­da­de de Mi­nas Ge­rais Sér­gio Al­ci­des do Ama­ral; pe­lo rei­tor da Uni­ver­si­da­de Po­li­téc­ni­ca de Ma­pu­to, Lou­ren­ço do Ro­sá­rio; e pe­la pro­fes­so­ra da Fa­cul­da­de de Le­tras de Lisboa e Uni­ver­si­da­de de Ma­cau, Ino­cên­cia Ma­ta, de S. To­mé e Prín­ci­pe. O secretário de Es­ta­do da Cul­tu­ra, Mi­guel Hon­ra­do, que anun­ci­ou o ven­ce­dor, dis­se que o pre­mi­a­do re­a­giu “com sur­pre­sa” ao pré­mio, mas mos­trou o “mai­or agra­do e or­gu­lho”.

Mes­mo ten­do ape­nas três li­vros pu­bli­ca­dos – “La­vou­ra Ar­cai­ca”, es­cri­to em 1975; a no­ve­la de 1978 “Um Co­po de Có­le­ra” e o li­vro de con­tos edi­ta­do em 1994 “Me­ni­na a Ca­mi­nho” – Nas­sar é con­si­de­ra­do um dos grandes no­mes da li­te­ra­tu­ra bra­si­lei­ra. O au­tor é tam­bém cro­nis­ta do jor­nal Fo­lha de São Pau­lo e es­te­ve no­me­a­do na úl­ti­ma edição do Pré­mio Man Bo­o­ker In­ter­na­ci­o­nal por “Um Co­po de Có­le­ra”.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.