NO­VO ES­PÍ­RI­TO NO DRAGÃO

FC Por­to apre­sen­ta trei­na­dor pa­ra as pró­xi­mas épo­cas

Metro Portugal (Lisbon) - - JORNAL - RUI ALE­XAN­DRE COELHO

“You had me at hel­lo” é uma fa­mo­sa ci­ta­ção do fil­me “Jer­ry Ma­gui­re” (1996). Na ce­na, que apa­re­ce na re­ta fi­nal, a au­to­ra, Do­rothy Boyd (Re­née Zellwe­ger), man­da ca­lar Jer­ry Ma­gui­re (Tom Crui­se), de­pois de es­te lhe apa­re­cer à fren­te e ten­tar re­con­quis­tá-la com um lon­go dis­cur­so de pu­xar pe­la lá­gri­ma.

Não era pre­ci­so tan­to. A Do­rothy bas­tou o seu Jer­ry di­zer-lhe “olá” que, pron­to, já es­ta­va.

Co­mo Do­rothy, Nu­no Es­pí­ri­to San­to não pre­ci­sou de mui­to pa­ra ser re­con­quis­ta­do pe­lo FC Por­to. “Ao pre­si­den­te di­go que, qu­an­do re­ce­bi a sua cha­ma­da, na­da mais me im­por­tou. É uma hon­ra ser trei­na­dor do FC Por­to”, dis­se on­tem o ex-gu­ar­da-re­des de 42 anos, ao ser apre­sen­ta­do no rel­va­do do Dragão, ao la­do de Pin­to da Cos­ta.

Nu­no ter­mi­nou a car­rei­ra de jo­ga­dor no Dragão, em 2010. De­pois, dois anos co­mo téc­ni­co de gu­ar­da-re­des (Má­la­ga e Pa­nathi­nai­kos) e o iní­cio da car­rei­ra de téc­ni­co prin­ci­pal – dois anos no Rio Ave. Se­guiu-se o Va­len­cia, des­de o ve­rão de 2014 até no­vem­bro pas­sa­do, e uma es­pe­ra de seis me­ses até ren­der Pe­sei­ro.

“Vol­tar a ca­sa pa­ra ga­nhar é o meu des­ti­no”, dis­se o ho­mem que, há seis anos, en­tão gu­ar­da-re­des dos azuis e bran­cos, cri­ou a ex­pres­são “So­mos Por­to”.

JO­SÉ COELHO/LU­SA

JO­SÉ COELHO/LU­SA

“De­fen­do e ga­ran­to uma equi­pa (...) que vai dar tu­do o que tem e is­so é mais do que uma pro­mes­sa, é uma ga­ran­tia.”

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.