Po­lí­cia Ju­di­ciá­ria ao le­me do Ban­co de Por­tu­gal

Metro Portugal (Lisbon) - - LAZER -

O pró­xi­mo go­ver­na­dor do Ban­co de Por­tu­gal de­via sair dos qua­dros da Po­lí­cia Ju­di­ciá­ria (PJ). O ex­ce­len­te tra­ba­lho de in­ves­ti­ga­ção no com­ba­te à cri­mi­na­li­da­de eco­nó­mi­ca co­lo­ca­ria em sen­ti­do os co­la­ri­nhos de to­das as co­res que de­la­pi­dam a ri­que­za da pá­tria lu­sa. En­quan­to o su­per­vi­sor lem­bra os Três Ma­ca­cos Sá­bi­os ja­po­ne­ses com o cé­le­bre “não fa­les, não ou­ças e não ve­jas o que es­tá er­ra­do”, os des­te­mi­dos agen­tes da Uni­da­de Na­ci­o­nal de Com­ba­te à Cor­rup­ção da PJ apre­sen­tam re­sul­ta­dos. A PJ des­man­te­la as­tro­nó­mi­cos es­que­mas de cor­rup­ção, trá­fi­co de in­fluên­ci­as e bran­que­a­men­to de ca­pi­tais.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.