Her­ge del Rio.

Há mar e mar…

Metro Portugal (Lisbon) - - CINEMA -

Até 15 de ju­nho, pro­gres­si­va­men­te, to­das as nos­sas prai­as vi­gi­a­das es­ta­rão “aber­tas”, com 4.100 na­da­do­res sal­va­do­res. As prai­as vi­gi­a­das de­vem ser pre­fe­ri­das aos mais de 350 qui­ló­me­tros de praia sem vi­gi­lân­cia. Um dos con­se­lhos mais re­pe­ti­dos é que os ba­nhis­tas de­vem es­co­lher prai­as vi­gi­a­das, que ga­ran­tem as­sis­tên­cia por pessoal qua­li­fi­ca­do e in­di­ca­ções so­bre o es­ta­do do mar. Con­tu­do, àque­les que, co­mo eu, pre­fe­rem prai­as com me­nos gen­te, in­for­mar que a Au­to­ri­da­de Ma­rí­ti­ma Na­ci­o­nal vai de­sen­vol­ver cam­pa­nhas de sen­si­bi­li­za­ção, além de dar for­ma­ção aos sur­fis­tas pa­ra “se­rem uma mais-va­lia no que res­pei­ta a sal­va­men­tos”. No ano pas­sa­do, em prai­as não vi­gi­a­das, fo­ram efe­tu­a­dos cer­ca de 80 sal­va­men­tos por sur­fis­tas que “fo­ram o úni­co apoio que os ba­nhis­tas ti­ve­ram ao fre­quen­tar áre­as não vi­gi­a­das”. Com o bom tem­po à por­ta apro­vei­tem a praia mas não se es­que­çam que há mar e mar… há ir e vol­tar!

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.