Exem­plo de Car­ta por Pontos

Metro Portugal (Lisbon) - - LAZER - JOR­GE MORAIS, POR­TO

Fi­nal­men­te en­trou em vi­gor a tão pro­me­ti­da Car­ta por Pontos. Te­mos as­sis­ti­do em to­dos os ór­gãos de in­for­ma­ção, in­ter­net in­cluí­da, a ses­sões de es­cla­re­ci­men­to, de­ba­tes com téc­ni­cos da ANSR, do IMT, etc. No en­tan­to, e na mi­nha mo­des­ta opi­nião, é mui­to mais pro­vei­to­so dar exem­plos con­cre­tos, pois as­sim po­de­mos acom­pa­nhar com mais fa­ci­li­da­de as ex­pli­ca­ções e por ve­zes até ma­tar dois co­e­lhos com uma só ca­ja­da­da. E se me per­mi­tem, pa­ra não ser acu­sa­do de ape­nas man­dar pal­pi­tes, su­gi­ro um ca­so mui­to co­men­ta­do em 2012 e que re­su­mi­da­men­te se pas­sou des­ta for­ma: o an­ti­go Pre­si­den­te Má­rio So­a­res des­lo­ca­va-se na vi­a­tu­ra que lhe es­tá atri­buí­da e era con­du­zi­da pe­lo mo­to­ris­ta quan­do foi apa­nha­do a cer­ca de 200km/ho­ra nu­ma au­to­es­tra­da por uma bri­ga­da da GNR, que os in­ter­ce­tou e le­van­tou o res­pe­ti­vo au­to de ocor­rên­cia. Co­mo bom so­ci­a­lis­ta e não que­ren­do tu­do pa­ra si, fez de ime­di­a­to a di­vi­são por to­dos. Ima­gi­ne­mos que a in­fra­ção foi co­me­ti­da já com a no­va lei, a dis­tri­bui­ção se­ria des­ta for­ma: a mul­ta fi­ca­va pa­ra o Go­ver­no; ao mo­to­ris­ta to­ca­va-lhe a pe­na­li­za­ção dos pontos; e ele che­ga­ria a tem­po e ho­ras ao des­ti­no pa­ra on­de se des­lo­ca­va cheio de pres­sa pa­ra mais uma con­fe­rên­cia. Com es­te sim­ples exem­plo que to­dos pe­la cer­ta per­ce­be­ram, con­se­gui ou não fa­zer o dois em um?

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.