Lu­ta de pa­ten­tes na Chi­na

Tec­no­lo­gia. A Ap­ple re­cor­reu da de­ci­são do Tri­bu­nal re­la­ti­va à proi­bi­ção da ven­da dos iPho­ne 6 e 6Plus na ca­pi­tal da Chi­na, na sequên­cia de uma lu­ta de pa­ten­tes com um fa­bri­can­te chi­nês.

Metro Portugal (Lisbon) - - PRIMEIRA PÁGINA -

Ap­ple re­cor­re de de­ci­são de tri­bu­nal e vai con­ti­nu­ar a ven­der iPho­ne 6 e 6Plus em Pe­quim

A no­va guer­ra de pa­ten­tes em que a gi­gan­te Ap­ple es­tá en­vol­vi­da tra­va-se ago­ra com uma fa­bri­can­te chi­ne­sa pra­ti­ca­men­te des­co­nhe­ci­da fo­ra da Chi­na: a Shenzhen Bai­li.

Após a de­ci­são do De­par­ta­men­to de Pro­pri­e­da­de In­te­lec­tu­al de Pe­quim re­la­ti­va à proi­bi­ção da ven­da dos iPho­ne 6 e 6Plus na ca­pi­tal da Chi­na, a Ap­ple emi­tiu um co­mu­ni­ca­do a in­for­mar que já avan­çou com um pe­di­do de re­cur­so, pe­lo que, en­quan­to o pro­ces­so de­cor­rer, vai con­ti­nu­ar a ven­der os seus smartpho­nes na Chi­na, na­que­le que é um dos seus me­lho­res mer­ca­dos. A Chi­na é mes­mo o se­gun­do mai­or mer­ca­do da tec­no­ló­gi­ca, a se­guir aos EUA.

“Re­cor­re­mos de uma or­dem ad­mi­nis­tra­ti­va de um tri­bu­nal re­gi­o­nal de pa­ten­tes em Pe­quim, no mês pas­sa­do, e co­mo re­sul­ta­do a or­dem aguar­da re­vi­são pe­lo Tri­bu­nal de Pro­pri­e­da­de In­te­lec­tu­al de Pe­quim”, ex­pli­cou a Ap­ple, em co­mu­ni­ca­do.

Em cau­sa es­tá a quei­xa da Shenzhen Bai­li, que de­tém uma pa­ten­te ale­ga­da­men­te co­pi­a­da pe­la Ap­ple. O tri­bu­nal de­ci­diu que o iPho­ne 6 e 6s são de­ma­si­a­do si­mi­la­res ao 100C da mar­ca chi­ne­sa.

A po­lé­mi­ca sur­ge após a Ap­ple ter re­gis­ta­do pe­la pri­mei­ra vez uma que­da das ven­das do iPho­ne, já que, des­de que o pro­du­to foi lan­ça­do, em 2007, tal nun­ca ti­nha acon­te­ci­do.

No úl­ti­mo tri­mes­tre des­te ano, a Ap­ple ven­deu 51,1 mi­lhões de iPho­ne, uma re­du­ção de 16% fa­ce a igual pe­río­do de 2015.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.