Di­ver­si­fi­car as ex­por­ta­ções

Eu­ro­pa. As reu­niões en­tre o pri­mei­ro-mi­nis­tro e as prin­ci­pais em­pre­sas e se­to­res na­ci­o­nais ex­por­ta­do­res en­qua­dram-se num es­for­ço pa­ra en­trar em mer­ca­dos al­ter­na­ti­vos.

Metro Portugal (Lisbon) - - JORNAL -

A ga­ran­tia foi da­da pe­lo pri­mei­ro-mi­nis­tro após ter re­ce­bi­do em São Ben­to o pre­si­den­te do Con­se­lho Eu­ro­peu, Do­nald Tusk. Se­gun­do An­tó­nio Cos­ta, a ní­vel das ex­por­ta­ções, Por­tu­gal tem re­gis­ta­do “bons re­sul­ta­dos” no que res­pei­ta aos mer­ca­dos da União Eu­ro­peia, ca­sos de Es­pa­nha, Fran­ça e Rei­no Uni­do. “Mas te­mos so­fri­do com si­tu­a­ções par­ti­cu­la­res em al­guns mer­ca­dos im­por­tan­tes pa­ra Por­tu­gal, co­mo o an­go­la­no e o bra­si­lei­ro. Is­to exi­ge um es­for­ço acres­ci­do por par­te do Go­ver­no e dos em­pre­sá­ri­os pa­ra en­con­trar­mos mer­ca­dos al­ter­na­ti­vos e pros­se­guir uma tra­je­tó­ria de au­men­to das ex­por­ta­ções”, dis­se.

So­bre a reu­nião com Tusk, o pri­mei­ro-mi­nis­tro rei­te­rou co­mo pri­mei­ra pri­o­ri­da­de da po­lí­ti­ca ex­ter­na “o re­for­ço e uma co­o­pe­ra­ção ca­da vez mais es­trei­ta” com os Es­ta­dos-Mem­bros e com as ins­ti­tui­ções eu­ro­pei­as. O pre­si­den­te do Con­se­lho Eu­ro­peu de­fen­deu que a con­so­li­da­ção or­ça­men­tal por­tu­gue­sa “es­tá no bom ca­mi­nho”, en­quan­to Cos­ta afir­mou que, nas pró­xi­mas se­ma­nas, Bru­xe­las vai re­co­lher da­dos atu­a­li­za­dos e con­fir­mar a cor­re­ção da exe­cu­ção or­ça­men­tal. “É re­con­for­tan­te ob­ser­var que Por­tu­gal já te­ve um lon­go per­cur­so des­de a úl­ti­ma cri­se fi­nan­cei­ra”, dis­se ain­da o res­pon­sá­vel po­lí­ti­co po­la­co.

LUSA

O re­fe­ren­do bri­tâ­ni­co so­bre a UE es­te­ve na agen­da, com Tusk a con­si­de­rar se os in­gle­ses saí­rem po­de ser o pri­mei­ro pas­so da de­sin­te­gra­ção eu­ro­peia e Cos­ta a de­fen­der a per­ma­nên­cia.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Portugal

© PressReader. All rights reserved.